Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Estrias: saiba como evitar e tratar as temidas marquinhas na pele
Estrias brancas são as cicatrizes mais difíceis de tratar - Foto: Shutterstock

Beleza

Estrias: saiba como evitar e tratar as temidas marquinhas na pele

Especialista explica as causas do problema e o que fazer para combater e prevenir o surgimento de novas marcas

Se existe algo que ainda incomoda muitas mulheres é o surgimento de estrias na pele. O problema, causado pelo rompimento de fibras de colágeno e elastina, deixa cicatrizes brancas e avermelhadas que podem impactar a autoestima de quem as têm. “Em geral, elas [estrias] se formam em áreas onde a pele tenha sofrido um estiramento excessivo ou abrupto”, diz a dermatologista Dra. Bárbara Carneiro.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), as estrias atingem de 40% a 70% das mulheres e aparecem com frequência durante o período da gravidez, entre outras situações. “Os pacientes mais submetidos são os que se encontram em fase de crescimento, com aumento excessivo dos músculos por exercícios físicos exagerados, colocação de próteses sob a pele, obesidade e uso prolongado de corticosteroides tópicos, orais ou injetáveis”, elenca ela. 

Prevenção

Por estar associada a fatores do estilo de vida, as estrias podem ser prevenidas por meio de hábitos saudáveis, como o consumo de alimentos naturais e nutritivos, por exemplo. Assim, a médica destaca as principais formas de evitar o aparecimento das cicatrizes:

  • Faça uma dieta equilibrada para evitar o excesso de peso;
  • Hidrate a pele e consuma água adequadamente;
  • Pratique atividade física regularmente;
  • Invista em alimentos ricos em vitamina C,
  • Realize massagens, como a drenagem linfática.

Tratamento

Os tratamentos disponíveis para as estrias podem ser bastante eficazes, principalmente se iniciados precocemente. No entanto, é importante consultar um especialista para que seja realizado um diagnóstico correto. De acordo com a dermatologista, os principais procedimentos contra as estrias são:

  • Peeling com ácido retinóico;
  • Jato de plasma;
  • Lasers como etherea ou CO2 fracionado;
  • Microagulhamento,
  • Carboxiterapia.

Quais são as estrias mais difícil de tratar?

Ao contrário do que alguns podem imaginar, as cores das estrias também interferem diretamente no tratamento. As cicatrizes podem ser brancas, avermelhadas e até roxas. Conforme explica a médica, a tonalidade das marquinhas indica se elas são antigas ou recentes.

“Como ainda não passaram por um processo de cicatrização, as estrias vermelhas são bem mais simples de serem tratadas, com chance de remoção quase total. Já as estrias brancas são antigas, ou seja, não estão mais em inflamação. Por isso, elas são mais difíceis de serem eliminadas”, finaliza.

E aí, curtiu as dicas? Confira essas e outras informações no vídeo abaixo:

Fontes: Saúde em Dia; Dra. Bárbara Carneiro, médica dermatologista.

Mais notícias como essa

Receitas

Quer comer bastante proteína, mas cansou do ovo? Veja outras fontes desse nutriente que podem ser substitutos do ingrediente

Saúde

Especialista dá dicas para aproveitar as festas juninas de forma equilibrada e manter a dieta saudável

Entretenimento

Vai ficar em casa no Dia dos Namorados para fazer uma programação mais aconchegante? Use esses filmes e aproveite bem o dia!

Comportamento

O uso excessivo de telas prejudica a socialização e a comunicação, além de causar mudanças de humor, atrasos cognitivos e distúrbios no aprendizado