Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
4 passos para escolher a vitamina C correta para a sua pele no verão
O calor do verão requer cuidados especiais com a pele - Foto: Shutterstock

Beleza

4 passos para escolher a vitamina C correta para a sua pele

A vitamina C é uma substância importante para combater os danos à pele causados durante o verão; saiba qual comprar!

A nossa pele exige cuidados ao longo de todo o ano, mas é no verão que a atenção deve ser redobrada, já que os raios solares podem potencializar o envelhecimento precoce e diversos outros problemas. A boa notícia é que com o uso de ingredientes antioxidantes, como a vitamina C, é possível prevenir e combater os danos causados pelo sol. 

O problema é que, com tantas opções disponíveis no mercado, pode ser difícil decidir qual produto comprar. Sendo assim, a especialista em dermatocosmética, Ludmila Bonelli, listou 4 pontos indispensáveis para prestar atenção antes de optar por um cosmético com vitamina C. Confira:

Atente-se ao tipo de vitamina C

Nem toda vitamina C é igual, pelo contrário! Existem opções que entregam melhores resultados, como a versão encapsulada em permeadores biocompatíveis de silício orgânico, encontrada nos rótulos dos cosméticos como ascorbosilane C. 

Além de atingir camadas mais profundas da pele e atuar de forma mais rápida, essa tecnologia “garante a eficácia do tratamento por muito mais tempo, pois impede a oxidação dos ativos encapsulados, o que é especialmente importante no caso da vitamina C, que, quando pura, tende a oxidar com facilidade se exposta ao ar, perdendo sua eficácia”, destaca Ludmila. 

Outra grande vantagem, segundo ela, está no fato do silício orgânico possuir uma poderosa propriedade hidratante que previne o ressecamento, a desidratação e a descamação da pele. 

A vitamina C é incolor e não tem cheiro
A vitamina C é incolor e não tem cheiro – Foto: Shutterstock

Cuidado com a coloração

Por ser um ativo encontrado principalmente em frutas cítricas, como a laranja, muita gente pensa que a vitamina C possui uma coloração alaranjada. Mas, de acordo com a especialista, seu uso tópico é quase transparente. 

“O que faz com que alguns cosméticos possuam um tom mais amarelado ou alaranjado é a adição de corantes na fórmula para que tenham um apelo mais chamativo. O problema é que esses corantes podem prejudicar a saúde do tecido cutâneo, podendo até mesmo causar reações em peles mais sensíveis”, diz Ludmila. 

Por isso, ela recomenda utilizar produtos com uma coloração mais neutra, que além de serem mais seguros, também permitem identificar se a vitamina C está oxidada, já que tende a escurecer ao passar por esse processo. Isso é um indicativo de que ela já não seja mais tão eficaz.

O cheiro também é importante 

Segundo a especialista, a vitamina C também não tem cheiro! “A vitamina C é praticamente inodora, não possuindo cheiro. Então, ao optar por um produto, preste atenção ao cheiro, que não deve ser forte ou desagradável. Esse é outro indício que o produto pode estar oxidado”, alerta.

Associação com outros ativos

A vitamina C, por si só, já é extremamente eficaz no tratamento da pele. Porém, quem quiser alcançar resultados ainda melhores, pode associá-la a outras substâncias, como a niacinamida.

“Enquanto a niacinamida age reduzindo a inflamação da pele e impedindo que a melanina, pigmento que dá cor à pele, alcance as camadas mais superficiais do tecido cutâneo, a vitamina C inibe a produção desse pigmento”, explica.

Juntos, esses dois ativos são capazes de prevenir e clarear significativamente as manchas, tornando a pele mais uniforme e luminosa.

Nem todos os produtos com o ativo são iguais
Nem todos os produtos com o ativo são iguais – Foto: Shutterstock

Outra substância que pode ser combinada com a vitamina C é o sérum. “A grande vantagem de usar a vitamina C em sérum é que, além de possuir uma textura mais leve e fluida que garante absorção mais rápida sem deixar a pele com aspecto brilhante ou pegajoso, esse tipo de produto tende a ter uma fórmula mais concentrada e com maior penetração da pele, garantindo assim eficácia potencializada e resultados mais rápidos”, destaca Bonelli. 

Como usar a vitamina C na pele?

O ativo pode ser usado tanto de manhã, antes da aplicação do protetor solar, quanto à noite, na rotina de skincare. Inclusive, até quem tem a pele oleosa e acneica pode usá-lo. “Existe uma crença de que a vitamina C deixa a pele mais oleosa e favorece o surgimento de cravos e espinhas, o que não é verdade. Tudo depende da formulação e do veículo do produto. Ela, por si só, é capaz, inclusive, de reduzir poros dilatados e ajudar a controlar a produção de oleosidade”, afirma. 

O importante é escolher o produto mais adequado para a sua pele e, na dúvida, consultar um dermatologista para receber uma orientação individualizada e que seja indicada para o seu perfil!

E aí, curtiu as dicas? Confira essas e outras informações no vídeo abaixo:

Fonte: Ludmila Bonelli, cosmiatra especialista em dermatocosmética e diretora científica da Be Belle.

Mais notícias como essa

Receitas

Alimentos termogênicos aumentam a temperatura corporal, acelerando o metabolismo e promovendo a queima de gordura

Saúde

Se não forem tratadas adequadamente, as varizes podem causar desconforto e provocar complicações mais graves

Receitas

Além de deliciosa para comer assistindo a um filminho, a pipoca tem vários benefícios e até emagrece, desde que consumida da forma correta

Beleza

Métodos estão cada vez mais avançados para combater inseguranças, mas podem oferecer riscos durante a gravidez