Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
O corte errado é uma das causas para o surgimento da unha encravada
O corte errado é uma das causas para o surgimento da unha encravada - Foto: Shutterstock

Beleza

Unha encravada: podóloga explica como surge e maneiras de resolver

Nome popular da “onicocriptose”, esse é um problema que nem sempre dá para resolver em casa; podóloga explica causas e a melhor maneira de resolver

Temida por homens e mulheres, a unha encravada pode se tornar um grande pesadelo. Caracterizada por dor e desconforto, a condição acontece quando uma unha vai crescendo e penetrando na carne do dedo. O problema é que a situação pode se agravar, resultando em ferida, vermelhidão no local e até mesmo pus.

A unha encravada costuma afetar o dedão do pé, mas pode ocorrer em qualquer dedo. E seu surgimento pode acontecer por vários motivos. “Ela pode vir pela deformação da pisada, pelo uso excessivo de sapatos, principalmente o sapato de bico, o sapato feminino, o sapato de EPI, com bico de aço, geralmente usado em empresas em situações de risco, por bombeiros e outros profissionais. Há também o fator genético, quando o formato do pé já predispõe a unha encravada”, explica a podóloga Marta Botelho.

A profissional também comenta que o diagnóstico precisa ser feito de forma individualizada. “Há tratamentos diversos para todos os casos, mas quando o fator genético é a causa, será preciso estudar caso a caso para buscar um melhor atendimento”, relata a podóloga.

Como saber se a unha está encravada?

De acordo com Marta, os sinais e os sintomas da unha encravada são fáceis de se perceber. Entre os principais sintomas estão: o inchaço e vermelhidão, sangramento ou pus nos casos de inflamação e em casos mais graves, o crescimento de carne esponjosa, deformação do dedo e dificuldade para caminhar.

Mesmo que a resolução pareça simples, a profissional adverte: “muitas pessoas tentam resolver o problema em casa, de maneira caseira e errada, podendo causar sangramento, infecção e até deformação na unha. Há o risco de descolar a unha na hora de cortar trazendo complicações”.

Portanto, caso você sofra com unhas encravadas, o ideal é procurar por ajuda profissional. Isso porque, dependendo do caso, a desobstrução da unha não é o suficiente. “Para desencravar a unha é necessário procurar um podólogo. Dá para resolver o problema com higienização através de soluções que tenham antisséptico, desde que não haja maiores complicações. Mas com a piora do quadro, haverá dor intensa, inflamação e poderá se formar a chamada ‘carne esponjosa’, podendo ser resolvido, definitivamente, com um procedimento cirúrgico”, finaliza a podóloga.

Mais notícias como essa

Estilo de Vida

Óleos essenciais podem ser usados para amenizar a timidez, aumentar a libido e até elevar a autoestima

Casa & Decor

Ixi, a panela acabou ficando queimada? Não se preocupe, é possível limpar com algumas dicas simples e infalíveis

Comportamento

No inverno, dá muita vontade de passar o dia inventando coisas divertidas em casa mesmo, né? Veja opções para fazer na estação

Receitas

Cada um dos tipos de banana pode ser melhor para determinados usos ou dependendo do seu gosto; confira as características dos mais comuns