Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
A qualidade de vida no âmbito profissional tem se mostrado importante para os colaboradores
A qualidade de vida no âmbito profissional tem se mostrado importante para os colaboradores - Foto: Shutterstock

Comportamento

Bem-estar ou bom salário? Pesquisa indica o que as pessoas preferem

Realizada em mais de nove países, o “Panorama do bem-estar corporativo 2022” mostra preocupações dos colaboradores a respeito de seu trabalho

Os tempos são outros e, por isso, o conceito de viver bem ganha novos patamares principalmente no que se refere ao mercado de trabalho. Pelo menos é essa a conclusão do “Panorama do bem-estar corporativo 2022”.

Divulgado pelo Gympass, a pesquisa mostra que a perspectiva de bem-estar no trabalho é um fator preponderante nas decisões que os colaboradores tomam em relação à carreira. Segundo 83% dos entrevistados, o bem-estar é um pilar tão importante quanto o salário.

Além disso, 85% concordam que tenderiam a permanecer em um cargo se a empresa priorizasse o bem-estar e 77% afirmam que pensariam em deixar uma empresa que não prioriza o bem-estar.

Esse é um resultado que levanta o ponto de que, independentemente do salário, as pessoas estão preocupadas com a qualidade de vida no Brasil. Afinal de contas, mesmo com o cumprimento das 40 horas semanais, há ainda problemas com deslocamento e com estresse, que muitas vezes ultrapassa os limites do escritório.

Preocupação mundial com o tema

Além do Brasil, a pesquisa também ouviu colaboradores de mais oito países, como os Estados Unidos e o Reino Unido, sobre seus sentimentos no trabalho. No Brasil e nos EUA 28% e 25%, respectivamente, afirmam que estão infelizes. Já no Reino Unido esse número é ainda mais alto, com cerca de 33%.

E uma das pautas levantadas pelo “Panorama do bem-estar corporativo 2022” é a introdução do bem-estar integral. Nele, a empresa se preocupa com todas as dimensões (corpo, mente e vida) e etapas do bem-estar de seu colaborador. Como resultado, haveria mais flexibilidade e suporte na sua jornada de trabalho e com isso, espaço para a inclusão de mais bem-estar no seu dia a dia.

“O conceito de bem-estar que conhecemos sempre foi pautado em equilíbrio, em achar uma forma de balancear a vida e o trabalho. Sabemos que esse conceito muitas vezes se torna inatingível para diferentes perfis de pessoas e o que estamos propondo é trocar equilíbrio por flexibilidade”, explica Priscila Siqueira, líder do Gympass no Brasil.

Outros dados sobre bem-estar corporativo

De acordo com a pesquisa promovida pelo Gympass, aqui no Brasil cerca de 20% dos respondentes afirmaram que não têm tempo para se cuidar por conta do trabalho. Já nos EUA, esse número sobe para 25% e no Reino Unido, 30%.

Aliás, 29% dos colaboradores no Brasil acreditam que a empresa não se importa com o seu bem-estar. 25% nos EUA e 45% no Reino Unido sentem o mesmo. Em empresas maiores, os números tendem a ser mais altos.

Mais notícias como essa

Saúde

Saiba quanto tempo antes de dormir você deve parar de beber café e qual é a quantidade máxima de cafeína recomendada para não perder...

Receitas

Algumas dicas podem te ajudar a facilitar as compras de supermercado e não passar horas do seu dia nessa tarefa

Beleza

Procedimento proporciona mais sustentação à mama e à prótese de silicone em mamoplastias e mastopexias; especialista explica

Amor e Sexo

Estudo realizado por aplicativo de relacionamento apontou a opinião de homens e mulheres sobre as camisas de time de futebol no date