Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Choro no primeiro dia de aula é algo comum, diz especialista
Choro no primeiro dia de aula é algo comum, diz especialista - Foto: Shutterstock

Comportamento

Choro no primeiro dia de aula é normal? Especialista responde

Saiba como apoiar a criança na primeira ida à creche ou escola para que ela possa passar por essa experiência de um jeito tranquilo

A primeira vez dos filhos na escola é um momento muito importante e aguardado pelas famílias. Entretanto, a ansiedade da separação no primeiro dia de aula pode deixar algumas crianças assustadas e com medo de encarar a novidade, fazendo com que elas chorem no colo dos pais. 

De acordo com a pedagoga e coordenadora do curso de pedagogia do Centro Universitário da Serra Gaúcha (FSG), Simone Martiningui Onzi, é natural que a criança chore ou faça birra diante de experiências como essa, justamente por ser um cenário novo e desconhecido para ela. 

“A primeira ida à escola, por exemplo, significa passar menos tempo em casa e com a família, que é uma situação conhecida e confortável para a criança. Ou seja, ela pode estranhar e sentir a ‘perda’ disso de forma negativa”, explica ela. 

Crianças que já vão à escola

Com as crianças que já frequentam a creche ou escola, no entanto, a situação é um pouco diferente. No caso delas, o choro no primeiro dia de aula é causado pela dificuldade em retomar a rotina após as férias, algo que ocorre também com os adultos. Por isso, o apoio dos pais é importante nesse processo. 

“Os pais possuem papel fundamental na adaptação de seus filhos na escola. Eles podem auxiliar inserindo-os no contexto da vida da família. Quando a criança retorna para casa, é importante sempre perguntar e ouvir atentamente sobre o dia dela na escola, interagindo com a importância do momento e valorizando a experiência para a criança”, afirma.  

Do mesmo modo, os responsáveis precisam evitar dizer que a criança deve ir à escola por “obrigação”. Também não devem se referir ao espaço de forma depreciativa na frente dela. Ou, ainda, conectar a escola como recompensa positiva ou negativa de alguma atitude que o pequeno teve em casa.

O que fazer se meu filho não parar de chorar? 

De acordo com a pedagoga, os pais devem acolher e validar o sentimento dos filhos e tentar convencê-los de que a ida ao primeiro dia de aula também pode ser prazerosa e divertida.

“A criança não tem a nossa maturidade. Por isso, é importante demonstrar que tudo bem chorar, pois é uma situação nova, já que todos vão aprender junto a lidar com esse sentimento. E que é normal se sentir apreensivo, que você, enquanto criança também teve seus momentos de chorar por conta do desconhecido, mas que conseguiu superar. Desta forma, você conseguirá incentivar a criança a superar esse momento junto também”, orienta.

A parceria família, escola e educador também é fundamental para a adaptação da criança no ambiente escolar. Isso porque é nesse alinhamento de responsabilidades e olhares de acolhimento que os pais conseguirão adaptar o pequeno ao ambiente.  

“O pedagogo, junto a escola e família, irá também acolher o sentimento da criança, auxiliando de diferentes formas para mostrar que o ambiente da escola é lúdico e prazeroso, por meio de atividades de integração entre professor e estudantes, bem como apresentando a instituição e diferentes possibilidades de interação entre todos”, finaliza.

E aí, curtiu as dicas? Então confira essas e outras informações no vídeo abaixo:

Mais notícias como essa

Saúde

Confira quais alimentos podem elevar a imunidade e aprenda fazer um xarope natural para aumentar a proteção do seu organismo

Saúde

Muitas mães têm optado por extrair e armazenar o leite materno por várias razões; saiba como fazer isso corretamente

Amor e Sexo

Comunicar o relacionamento à empresa e evitar que os assuntos íntimos interfiram no trabalho são cuidados para manter no ambiente profissional

Finanças e Empreendedorismo

Guardar dinheiro na poupança é um hábito saudável que pode proporcionar segurança financeira e ajudar a alcançar objetivos a curto e longo prazo