Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
3 cuidados que você deve ter para escolher um cirurgião plástico
Confira o checklist antes de escolher um cirurgião plástico - Foto: Shutterstock

Comportamento

3 cuidados que você precisa ter ao escolher um cirurgião plástico

Advogada especialista em direito médico e hospitalar elenca critérios para escolher um cirurgião plástico com segurança

Cirurgias plásticas são procedimentos cada vez mais populares no Brasil, e a escolha do médico responsável é uma das etapas mais importantes do processo. No entanto, é preciso ter cuidado para não cair em golpes ou escolher um cirurgião plástico que não seja qualificado para realizar a cirurgia. Por isso, a especialista em direito médico e hospitalar Dra. Beatriz Guedes elencou três cuidados para garantir que o profissional seja confiável e experiente. Veja abaixo:

1. Cheque o seu registro

Para escolher um cirurgião plástico confiável é importante verificar se ele está ativo e registrado no Conselho Regional de Medicina (CRM) ou no Conselho Federal de Medicina (CFM). A medida é simples, mas fundamental pois garante que o profissional esteja legalmente habilitado a exercer a medicina. Para fazer essa verificação, basta acessar o site do CRM ou do CFM e digitar o nome completo do médico ou o número do registro do CRM.

É preciso se certificar também se o profissional é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Essa é uma associação que reúne os principais especialistas em cirurgia plástica do país e garante que ele tenha passado por uma formação adequada e esteja atualizado com as técnicas mais recentes da área. Para realizar a consulta, acesse o site da sociedade e faça a pesquisa pelo nome completo do profissional.

2. Veja se possui processos

Outra medida fundamental é conferir se o médico tem processos em andamento no Tribunal de Justiça. Você pode acessar essa informação no site do tribunal e pesquisar pelo nome completo do profissional, pelo CPF ou pelo CNPJ. “É importante lembrar que nem todos os processos em nome do médico estão relacionados à sua atuação como cirurgião plástico, podem ser processos abertos pelo próprio médico relacionado a alguma outra empresa ou serviço. Por isso, é recomendável consultar um advogado em caso de dúvidas.” explica Beatriz.

3. Confira a situação da clínica 

Além dessas medidas, é possível ainda consultar se o cirurgião atende em uma clínica apta, registrada na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Essa é uma garantia de que a clínica segue as normas de segurança e higiene recomendadas pelos órgãos reguladores. Você pode também checar se há reclamações ou denúncias contra o profissional no site Reclame Aqui. Embora essa não seja uma medida infalível, pode ajudar a identificar problemas ou insatisfações de pacientes anteriores. 

“Vale lembrar que a escolha do médico é apenas uma das etapas do processo, e que é fundamental seguir todas as recomendações médicas antes, durante e após a cirurgia para garantir os melhores resultados possíveis”, finaliza a advogada.

Mais notícias como essa

Beleza

Corte curto e cheio de movimento é tendência entre celebridades; conheça o choppy bob e saiba como utilizar

Saúde

Especialista alerta sobre as doenças inflamatórias intestinais e a importância do diagnóstico precoce

Estilo de Vida

Influenciadora mística Nanda Silveira explica o que pode atrapalhar a Lei da Atração e dá algumas dicas para você conseguir atrair o que pensa

Moda

As passarelas já têm mostrado quais calçados devem fazer sucesso no inverno; descubra e já prepare seu guarda-roupas para a estação