Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Entenda o que leva as pessoas a beijarem tanto no Carnaval
Entenda o que leva as pessoas a beijarem tanto no Carnaval - Foto: lazyllama / Shutterstock

Comportamento

Pegação no Carnaval: por que se beija tanto nessa época do ano?

Segundo especialista, o ato de beijar na boca durante o Carnaval está relacionado a questões neurológicas

Além de dançar, beber e festejar, muita gente aproveita o Carnaval para paquerar e beijar muito na boca. Mas você já se perguntou por que isso acontece? Segundo o médico neurocirurgião e neurocientista Dr. Fernando Gomes, esse comportamento é resultado de uma ação que ocorre no nosso cérebro. 

“O Carnaval é famoso pelas músicas provocantes que remetam ao sexo e ao corpo que fica em grande exposição. Isso tudo leva a uma certa ‘frouxidão’ social e naturalmente as pessoas já se deixam levar pela ideia de que é uma época de beijar sem muitos critérios. Isso porque, quando deixamos o cérebro exposto ao olhar do corpo quase nu, a sedução fica ainda mais aflorada”

Essa situação, de acordo com o médico, deixa o nosso cérebro mais “vulnerável” a pessoa que achamos atraente. “Processada nos lobos occipitais, que é a parte visual primária do cérebro, ali se formam as imagens que serão refletidas em áreas de associação e no sistema límbico, que é o circuito emocional. É nesse acúmulo de emoções que os casais podem ser envolvidos no Carnaval”, diz.

Mudanças neurais também influenciam

O médico conta que, nesta época do ano, certas áreas do nosso cérebro acabam se “desligando” para que outras regiões possam ser ativadas na fase da conquista como os centros do prazer.

“Nas mulheres, o córtex orbitofrontal lateral esquerdo, responsável pelo controle de desejos elementares, silenciam-se também. E então elas conseguem se despreocupar dos pudores e simplesmente se deixam levar pela sedução”, explica o neurocientista.

Beijar na boca no Carnaval exige cuidados

Beijar na boca durante o Carnaval é algo muito comum. No entanto, é preciso ter alguns cuidados — principalmente ao beijar mais de uma pessoa —, já que a troca de saliva também pode transmitir doenças como herpes, mononucleose, hepatite B e sífilis.

Assim, a principal recomendação para prevenir todos esses problemas é manter a higiene bucal e evitar beijar pessoas que tenham feridas na boca ou sintomas de doenças como a gripe, por exemplo. Além disso, é claro, usar preservativo em todas as relações sexuais. 

Mais notícias como essa

Beleza

Corte curto e cheio de movimento é tendência entre celebridades; conheça o choppy bob e saiba como utilizar

Estilo de Vida

Influenciadora mística Nanda Silveira explica o que pode atrapalhar a Lei da Atração e dá algumas dicas para você conseguir atrair o que pensa

Saúde

Especialista alerta sobre as doenças inflamatórias intestinais e a importância do diagnóstico precoce

Receitas

Se o seu bolo ficou seco demais, assou mais do que o esperado ou até ficou solado, pode ser possível reaproveitá-lo de alguma forma