Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Algumas dicas de higiene do sono podem ajudar seu bebê a dormir mais
Algumas dicas de higiene do sono podem ajudar seu bebê a dormir mais - Shutterstock

Comportamento

Por que é tão difícil o bebê dormir? Saiba dicas para resolver

Muitos pais e mães passam a noite em claro por conta do sono “picotado” dos pequenos; entenda como ajudar o bebê a dormir

Se tem uma coisa que é comum a quase todos os pais e mães de bebês ou crianças pequenas é a falta de sono adequado. É quase impossível dormir direito quando os pequenos não descansam por mais do que algumas horas interruptas.

Além de dar aos pais aquele merecido momento de folga, um bom sono também é muito importante para os bebês e crianças. “O sono tem o poder de sedimentar todo o conhecimento absorvido, na parte visual, auditiva, tátil e motora”, explica a pediatra e especialista em medicina do estilo de vida Dra. Flávia Oliveira.

A quantidade de horas que o pequeno precisa dormir por dia vai depender da faixa etária específica, seguindo a regra (já contando os períodos de soneca):

  • Recém-nascidos: entre 16 e 18 horas
  • Dos quatro aos 12 meses: entre 12 e 16 horas
  • Entre um e dois anos: entre 11 e 12 horas
  • Dos três aos cinco anos: entre 10 e 13 horas

Mas, então, por que é tão difícil fazer os bebês dormirem à noite?

Razões para os pequenos não dormirem

Apesar de os pequenos precisarem de várias horas de sono, elas não necessariamente vão ser interruptas. Parte disso é por conta de questões naturais e biológicas mesmo. É comum que as crianças só comecem a ter um descanso mais longo à noite a partir dos 2 anos de idade.

Até os três meses de vida, inclusive, a Dra. Flávia explica que o neném ainda não produz a melatonina, hormônio que contribui para a indução do sono. “Além disso, até o terceiro ou quarto mês de vida, o bebê não tem capacidade gástrica para se alimentar e manter a saciedade por muitas horas, então, é normal que acorde para suprir essa necessidade”, complementa.

A médica, que também é autora do livro Pediatria 2.0: como os 5 pilares da Medicina do Estilo de Vida podem transformar a Pediatria, ressalta que se, após esse período, os problemas para dormir continuarem grandes, podem ser aplicadas algumas medidas, chamadas de higiene do sono.

Dicas de higiene do sono

Tudo o que acontece com os pequenos desde que eles acordam pode contribuir para o sono ou atrapalhá-lo. Portanto, para que as crianças durmam bem, é preciso tomar medidas para garantir a exposição diária à luz solar, a hidratação e alimentação adequadas e reduzir a exposição às telas.

Outro aspecto importante para a higiene do sono é o ambiente. “O quarto deve ser arejado, com pouca iluminação, e a cama ou o berço, devem ser usados apenas para dormir. Nada de colocar a criança de castigo no berço, ou ela irá associar aquele espaço como algo ruim e relutar para dormir”, alerta a Dra. Flávia.

Para que as crianças tenham mais conforto, é preciso um colchão aconchegante e ideal, seja no berço ou já na cama. Geralmente, essa troca ocorre aos 2 anos, porém pode ser antes se o bebê parecer desconfortável no berço ou tiver risco de tentar sair e cair.

Pensando no tipo de colchão mais indicado, Vanessa Ferraz, head de e-commerce da BF Colchões, explica que essa escolha vai depender do peso do neném ou criança. “Os colchões de berço normalmente contam com a densidade 18 ou 20, que suportam até 20 quilos de peso. Já os para cama infantil são ideais na densidade 23, que sustenta até os 50 quilos”, diz.

Mais notícias como essa

Saúde

Tratamentos estéticos para tratar manchas e pintas escuras podem acelerar quadro de câncer de pele

Estilo de Vida

Existem várias dicas que você pode seguir para lidar com o seu karma e equilibrá-lo; descubra quais são elas

Receitas

Apesar de a batata ser vista injustamente como um “alimento que engorda”, ela pode sim ser incorporada em uma dieta saudável

Pets

Veterinária explica as razões que levam a esse comportamento e como ajudar o pet a se sentir confortável em casa