Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Banco Central do Brasil planeja novas fases do Pix; entenda
Pix é o método de pagamento mais popular do Brasil - Foto: Diego Thomazini/Shutterstock

Finanças e Empreendedorismo

Banco Central planeja novas fases do Pix; entenda

Especialistas avaliam o uso do Pix no Brasil e as inovações que devem chegar para consumidores e empresas nos próximos anos

Perto de completar dois anos de existência, o Pix se tornou um dos principais métodos de pagamento do país. É o que mostra o estudo “Pix no Brasil: Cenário e Oportunidades”, da Capco. A pesquisa, realizada com 2 mil pessoas, apontou que 94% delas utilizam o Pix no seu dia a dia.   

O Pix facilitou pagamentos e transferências bancárias
O Pix facilitou pagamentos e transferências bancárias – Foto: Miguel Lagoa/Shutterstock

O sistema, que é instantâneo, trouxe agilidade e ampliou o acesso da população a serviços financeiros. “O pagamento instantâneo inclui de verdade quem não tem cartão e isso acontece porque as transações são mais simples”, avaliou João Bezerra Leite, mentor e investidor de fintechs e influenciador de diversidade e inclusão, durante evento de apresentação do estudo em São Paulo.

“No exterior, em locais como China e Inglaterra, esse fenômeno já é observado há mais tempo, com jornadas de pagamento mais rápidas e integradas com os aplicativos de mensagem. Essa transformação digital também já pode ser vista no Brasil por meio de pessoas que, por exemplo, já recebem seus pedidos pelo WhatsApp e aceitam pagamentos por Pix”, comentou ele.  

Contudo, apesar da boa adesão ao Pix, Alexandre Bueno, head do Capco Labs em São Paulo, destaca que o sistema ainda precisa de melhorias, principalmente em relação à segurança e a jornada de experiência do usuário. Mas, segundo ele, “o estudo mostra que as possibilidades de negócio e inclusão são promissoras e devem ser conquistadas em um curto prazo”.

Novas funcionalidades

Para Mayara Yano, assessora sênior no Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do Banco Central do Brasil (BCB), o impacto econômico e social do Pix deve viabilizar a implantação de novas funcionalidades na plataforma em breve. 

“O Brasil teve a adoção mais rápida do mundo, passando de 30 transações per capita no seu início para 70 transações per capita atualmente. Hoje, já são 779 instituições regulares que oferecem o sistema e 60 estão em processo de adesão”.

Assim, na agenda evolutiva do método de pagamento prevista pelo BCB para os próximos anos, estão a inclusão de funções como Pix Automático, Internacional e Pix Cobrança 2.0

“Enxergo cada vez mais o Pix sendo a principal forma de pagamento no futuro até mesmo para transações internacionais de forma instantânea e pagamentos de bens de alto valor sem necessidade de dinheiro, porque o aperfeiçoamento constante que temos observado vai tornar a jornada cada vez mais fluida, fácil e segura”, concluiu Mayara.

Mais notícias como essa

Horóscopo

Querendo saber de TUDO que os próximos sete dias prometem? Descubra agora, no Horóscopo Semanal do João Bidu

Saúde

Estilo de vida sedentário eleva o risco de doenças crônicas e diminui a expectativa de vida

Saúde

Produto auxilia no tratamento de unhas quebradiças, pouco maleáveis e rachadas; veja outras vantagens da base fortalecedora

Saúde

No inverno, bate aquela preguiça de fazer exercícios físicos por conta das temperaturas baixas, não é mesmo? Veja como vencer isso