Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Veja como não ser dependente do dinheiro
Veja como não ser dependente do dinheiro - Shutterstock

Finanças e Empreendedorismo

Especialista dá dicas para não ser dependente do dinheiro

Veja como a relação entre o dinheiro e as emoções pode criar uma relação de dependência e aprenda a fugir disso

Querendo ou não, o dinheiro é um elemento importante nas sociedades atuais. Por isso, não há como não se preocupar com a sua importância. No entanto, a relação pode se tornar um tanto problemática quando há uma relação de dependência e até mesmo de descontrole financeiro.

Inicialmente, é possível pensar que a chave para fugir deste problema é apenas entender melhor a nossa situação financeira, ou seja, anotando tudo o que foi gasto. Mas esse não é o caso, já que a verdadeira solução só surge quando existe uma mudança na maneira como enxergamos o dinheiro nas nossas vidas.

Segundo a mentora high performance Carina Costa, essa mudança pode ser desafiadora, principalmente para quem vive em função disso. Mas a especialista garante que isso é algo que precisa ser feito.

O que nos faz dependentes do dinheiro e como resolver?

Você com certeza já ouviu dizer que “não devemos ser ‘escravos’ do dinheiro” ou que “ter uma boa situação financeira não é tudo na vida”. Porém, é muito mais fácil falar do que agir dessa forma, não é mesmo?

Afinal, ninguém é dependente do dinheiro porque quer. A cultura e o contexto social em que estamos inseridos são também atores nessa questão, influenciando sutilmente nossas escolhas. A pressão para ostentar uma imagem de sucesso, a busca por status através do consumo ou a tentação de acompanhar o padrão de vida alheio podem nos afastar do controle consciente de nossas finanças.

Para Carina, que em breve lança o livro “O despertar do coma financeiro: Vencendo o Fracasso para alcançar o verdadeiro sucesso”, isso também faz com que o dinheiro se torne algo ligado à emoção, o que nos torna dependente dele.

“O medo da escassez, a ansiedade diante do futuro financeiro e a busca por gratificação imediata podem guiar nossas ações de forma irracional, minando nossa estabilidade financeira”, diz a especialista. Segundo ela, quando isso acontece, é comum acabar negligenciando outros pontos importantes da vida, como a vida social e até a saúde.

Mas e para sair dessa dependência?

Carina explica para sair deste estado de dependência é necessária uma mudança de pensamento. “o reconhecermos que nem tudo se limita às cifras, podemos buscar um equilíbrio e redefinir nossas prioridades. Não sirva o dinheiro, permita o dinheiro servir você”, diz.

Pode parecer tão fácil assim, mas vale tentar mudar sua visão em relação ao dinheiro aos poucos. E se for um caso mais grave, que está realmente atrapalhando sua vida, o ideal é buscar ajudar profissional.

Mais notícias como essa

Horóscopo

Querendo saber de TUDO que os próximos sete dias prometem? Descubra agora, no Horóscopo Semanal do João Bidu

Beleza

Cuidados simples no dia a dia ajudam a manter os cabelos loiros hidratados e com muito brilho

Finanças e Empreendedorismo

Ensinar educação financeira para crianças é um passo fundamental para prepará-las para a vida adulta

Receitas

Está com medo de fazer feijoada demais ou de menos para o almoço em família? Confira dicas para acertar nisso e no sabor do...