Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Tem o hábito de beijar o pet? Saiba se isso é um problema
Tem o hábito de beijar o pet? Saiba se isso é um problema - Shutterstock

Pets

Beijar o pet faz mal? Especialistas explicam

Muitos tutores têm o hábito de beijar seu pet na boca (o famoso “lambeijo”) e não sabem se isso pode fazer mal para a saúde

A relação de amor e carinho entre humanos e seus pets é cada vez maior. Ainda mais em um país como o Brasil, que é o terceiro com mais animais domésticos no mundo, de acordo com o Instituto Pet Brasil (IPB). Por isso, atos de afeição com os bichinhos, como os famosos “lambeijos”, são bastante frequentes. Porém, será que eles são saudáveis?

Essa é uma dúvida que passa pela cabeça de muitos tutores que têm essa mania de beijar o pet na boca. E, para muitos especialistas da área da saúde, a resposta é que essa prática não é recomendável e, se feita, deve seguir alguns cuidados.  

Isso não quer dizer que você não deva ter momentos de contato físico com seu cãozinho ou gatinho, já que isso é positivo para a proximidade com eles e até para sua saúde mental. A questão é apenas escolher outras formas de afeição, como abraços e carinhos, e tomar muito cuidado se eventualmente for continuar dando “lambeijos”.

Mas por que beijar o pet na boca não é indicado? E que medidas devem ser tomadas para fazer isso com menos riscos? Descubra a seguir:

Malefícios de beijar o pet

Segundo a veterinária da Pet de TODOS, Ketlin Costa Moreira, beijar o animal de estimação pode acarretar algumas consequências à saúde. O risco é maior ainda se o pet tiver cálculo dentário, condição também conhecida como o tártaro.

“Os bichinhos costumam ser alvo de coleções bacterianas, então é interessante que as pessoas evitem beijar a boca deles, principalmente no caso de crianças, idosos e pessoas com a imunidade comprometida”, alerta a profissional.

Por isso mesmo, a veterinária indica que, se quiser continuar dando “lambeijos” no seu bichinho, uma medida importante é cuidar bem da saúde bucal do animal. Isso deve ser feito por meio de escovação regular e visitas ao veterinário. Dessa forma, a probabilidade de o hábito de beijar o pet te causar alguma doença ou infecção será bem menor.

Saúde bucal dos pets

Vale ressaltar que o “lambeijo” traz riscos não só para o humano, mas também para o próprio pet. Por meio da saliva, o animalzinho pode entrar em contato com bactérias e microrganismos presentes na boca de seu tutor. Ou seja, também é essencial que a sua saúde bucal esteja em dia para que isso não aconteça.

Para manter a boca limpa e a saúde em dia, Diego Cardoso, dentista da rede AmorSaúde, aconselha medidas preventivas. “Faça escovações após as principais refeições, diminua a ingestão de açúcares e alimentos gordurosos, use sempre o fio dental, escove a língua, invista em uma escova de cerdas macias e use creme dental com flúor”, indica.

Ele também recomenda agendar uma consulta odontológica no mínimo duas vezes por ano.

Mais notícias como essa

Beleza

Corte curto e cheio de movimento é tendência entre celebridades; conheça o choppy bob e saiba como utilizar

Estilo de Vida

Influenciadora mística Nanda Silveira explica o que pode atrapalhar a Lei da Atração e dá algumas dicas para você conseguir atrair o que pensa

Saúde

Especialista alerta sobre as doenças inflamatórias intestinais e a importância do diagnóstico precoce

Receitas

Se o seu bolo ficou seco demais, assou mais do que o esperado ou até ficou solado, pode ser possível reaproveitá-lo de alguma forma