Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Saiba como dar o comprimido para gato da forma correta
Saiba como dar o comprimido para gato da forma correta - Shutterstock

Pets

Como dar comprimido para gato? Veja dicas que vão te ajudar

Tem dificuldade para medicar o seu gato? Saiba como acabar com esses problemas na hora de fazer o bichinho engolir o comprimido

Gatos são animais com um paladar muito sensível. Por isso, pode ser bem complicado dar remédios via oral, principalmente se forem comprimidos. Se essa é a sua dificuldade, então é importante saber como fazer isso de forma eficaz, evitando que o pet se estresse ou até te machuque.

Segundo a médica-veterinária Aline Ambrogi Franco Prado, os profissionais da área costumam usar alternativas aos comprimidos por conta da dificuldade de medicar os gatos dessa forma. “Eles optam por medicações injetáveis ou até mesmo opções manipuladas em farmácias veterinárias específicas que fazem a medicação em forma de petisco ou pasta com sabores e, assim, o tutor tem menos dificuldade de seguir com os tratamentos instituídos”, diz.

Mesmo assim, há momentos em que não dá para fugir dessa responsabilidade! Nesse sentido, a especialista, que é docente do curso de Medicina Veterinária da UniFAJ, do Grupo UniEduK, também tem algumas dicas. Veja:

Truques para dar comprimido para gato

Caso o animal realmente tenha que engolir o comprimido, algumas táticas podem ajudar. A médica-veterinária recomenda, por exemplo, usar sachês para despistar o comprimido ou a solução de remédio. “Outra tática seria o uso de aplicadores de comprimidos que são vendidos em pet shops e casas de ração. Elas ajudam o tutor a colocar o comprimido na garganta do animal”, complementa.

Além disso, para que o gato não morda enquanto você tentar dar o comprimido, é possível tentar contê-lo delicadamente. “Se o seu animal é tranquilo, o indicado é fazer a contenção tipo charutinho com um lençol ou uma toalha, abraçando o gato, deixando somente sua cabeça exposta. Abrir o maxilar e colocar a medicação no fundo da garganta, massageando o pescoço até o animal engolir”, explica Dra. Aline.

Agora se você realmente não consegue manter o gato tranquilo, pode ser melhor levá-lo ao veterinário. Afinal, um gato estressado pode ficar ainda mais doente.

“Atualmente, os médicos-veterinários realizam atendimento ‘cat friendly’, que significa atender o gato sem estresse, respeitando suas vontades. Os ambientes são lúdicos e acolhedores, com aromas e sons que deixam os gatinhos mais calmos. Portanto, caso seja muito difícil fazer o tratamento em casa com medicações orais, peça ajuda ao médico-veterinário de sua confiança para a escolha de uma alternativa”, finaliza a especialista.

Mais notícias como essa

Beleza

Corte curto e cheio de movimento é tendência entre celebridades; conheça o choppy bob e saiba como utilizar

Saúde

Especialista alerta sobre as doenças inflamatórias intestinais e a importância do diagnóstico precoce

Estilo de Vida

Influenciadora mística Nanda Silveira explica o que pode atrapalhar a Lei da Atração e dá algumas dicas para você conseguir atrair o que pensa

Moda

As passarelas já têm mostrado quais calçados devem fazer sucesso no inverno; descubra e já prepare seu guarda-roupas para a estação