Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Saiba mais sobre a hérnia de disco em cães
Saiba mais sobre a hérnia de disco em cães - Foto: Shutterstock

Pets

Hérnia de disco em cães: entenda problema e principais raças afetadas

Entenda o que é a hérnia de disco em cães, em que raças ela ocorre com mais frequência e como são feitos o diagnóstico e o tratamento

Você sabia que a hérnia de disco também pode aparecer em cães? Pois é! Por isso, é importante entender mais sobre como essa doença age nos cachorros, para cuidar melhor dos pets caso eles demonstrem sinais do problema, não é mesmo?

Confira a seguir algumas informações sobre a hérnia de disco em cães:

Como ocorre a hérnia de disco em cães?

A coluna vertebral dos cachorros é uma estrutura anatômica que, além de dar sustentação ao corpo, serve como meio de proteção para a medula espinhal, estrutura nervosa que conecta o cérebro às demais estruturas do tronco. A degeneração do disco intervertebral (DIV) é um processo natural associado à idade do animal e que pode ou não levar à hérnia de disco, também chamada de DDIV.

“Na hérnia de disco, ocorre o deslocamento do núcleo pulposo desidratado em direção ao canal medular, causando compressão da medula espinhal. Isso pode levar até à perda de movimento dos membros e outras disfunções corpóreas do animal”, explica o médico veterinário Luciano Isaka.

Raças de cães com maiores chances de ter hérnia de disco

Segundo Luciano, a DDIV ocorre com mais frequência em animais condrodistróficos, ou seja, aqueles com característica física de comprimento longo e baixa altura. Por isso, raças como Beagle, Lhasa Apso e Dachshund têm mais probabilidade de desenvolver a doença.

Algumas raças de cães têm mais probabilidade de desenvolver a hérnia de disco
Algumas raças de cães têm mais probabilidade de desenvolver a hérnia de disco — Foto: Shutterstock

“Isso pode ser explicado por conta da sobrecarga sofrida pela coluna, principalmente no ponto médio, devido ao baixo centro de gravidade presente nessas raças, associado ao corpo alongado. Essa característica anatômica ocorre pelo fechamento precoce da cartilagem epifisária, o que faz com que o crescimento dos membros termine antes do animal finalizar o desenvolvimento”, detalha o especialista.

De acordo com o profissional, raças condrodistróficas podem apresentar os primeiros sinais de DIV a partir de 3 meses de vida e ter já todos os discos intervertebrais acometidos em torno de um ano de idade. Já outros cães podem sofrer com esse mesmo fenômeno perto dos 8 anos de vida.

Diagnóstico

Luciano recomenda que se faça o diagnóstico da doença por meio de exames neurológicos associados a exames de imagem, como tomografia computadorizada e ressonância magnética. “Além de encontrar o local da coluna onde está a lesão, é possível identificar também o tamanho e extensão do trauma”, aponta o doutor.

Então, se o seu pet começar a demonstrar sintomas de hérnia de disco, é importante levá-lo a um especialista, viu?

Tratamento

O tratamento da hérnia de disco em cães depende dos sintomas apresentados pelo paciente. Ele pode ser realizado de maneira clínica, com uso de medicações e outros cuidados, ou, em casos mais graves, por meio de cirurgias descompressivas.

“O tratamento cirúrgico consiste na remoção do disco intervertebral afetado do canal medular para eliminar a pressão exercida sobre a medula. Consequentemente, isso vai aliviar a dor e restaurar a função motora do animal”, esclarece o especialista.

A recuperação e o tratamento dos pacientes acometidos pela DDIV dependem também do grau da deterioração neurológica e da extensão da lesão medular. Em casos mais graves, a doença pode gerar consequências fatais para o paciente.

Fonte: Luciano Isaka, médico-veterinário, doutor em Ciências Veterinárias e professor do curso de Medicina Veterinária da Universidade Positivo (UP).

Mais notícias como essa

Moda

Você já pensou nos seus looks de inverno para esse ano? Confira opções de peças para apostar e deixe suas produções ainda mais estilosas

Saúde

Especialista explica passo a passo de exercícios de respiração que são ótimos para a saúde e o bem-estar; confira e pratique

Receitas

Higienização correta dos alimentos é primordial para evitar a intoxicação alimentar e garantir a saúde e o bem-estar

Receitas

Algumas dicas podem te ajudar a facilitar as compras de supermercado e não passar horas do seu dia nessa tarefa