Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Saiba os principais cuidados com as patas dos pets no verão
Saiba os principais cuidados com as patas dos pets no verão - Foto: Shutterstock

Pets

Patas dos pets merecem cuidado redobrado no verão; veja quais

No verão, as patas dos pets podem acabar queimando durante passeios na rua; entenda os cuidados que devem ser tomados

Passear com os pets com frequência é muito importante e divertido. Porém, no verão, todo cuidado é pouco: é preciso proteger as patas dos pets. Afinal, diferente de nós humanos, eles não usam sapatos para evitar a quentura do chão.

Segundo a médica-veterinária Dra. Aline Machado De Zoppa, as “almofadinhas” nas patas dos pets, chamadas de coxins, possuem uma estrutura diferenciada da pele do restante do corpo, permitindo que possam pisar e apoiar o peso do animal sem dor ou qualquer prejuízo aos mesmos.

As "almofadinhas" das patas dos pets são bem sensíveis ao calor
As “almofadinhas” das patas dos pets são bem sensíveis ao calor – Foto: Shutterstock

Por sua vez, elas também são muito sensíveis ao calor. “O ideal é evitar os horários de sol ao extremo para caminhadas em superfícies como asfalto, que pode chegar a quase 100 graus, e optar por solos mais protegidos ou em áreas com grama, por exemplo”, orienta a profissional. Nesse sentido, os melhores horários para passear com os pets e fugir dos picos de calor são das 6 às 10h e a partir das 16h.

Além disso, existem estabelecimentos que comercializam sapatinhos para as patas e que podem ser utilizados como proteção. Caso o seu pet se adapte a esse adereço, essa também é uma boa opção. Só não se esqueça de higienizar bem.

E se a pata do pet queimar?

Quando ocorre uma queimadura nas patas dos pets, é fundamental buscar auxílio com um médico-veterinário de confiança imediatamente. Segundo a especialista, podem ser necessários procedimentos que vão desde a aplicação de cremes para recuperar a região até outros tratamentos que envolvam analgésicos e antibióticos. “Em casos mais graves, pode ser necessária a internação do paciente para cuidar das feridas que se formam e preservar os membros”, complementa.

E aí, curtiu as dicas? Confira essas e outras informações no vídeo abaixo:

Mais notícias como essa

Beleza

Corte curto e cheio de movimento é tendência entre celebridades; conheça o choppy bob e saiba como utilizar

Saúde

Especialista alerta sobre as doenças inflamatórias intestinais e a importância do diagnóstico precoce

Estilo de Vida

Influenciadora mística Nanda Silveira explica o que pode atrapalhar a Lei da Atração e dá algumas dicas para você conseguir atrair o que pensa

Moda

As passarelas já têm mostrado quais calçados devem fazer sucesso no inverno; descubra e já prepare seu guarda-roupas para a estação