Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Verminoses em pets: conheça as causas, sintomas e tratamento
As verminoses são comuns e afetam a saúde de cães e gatos - Foto: Shutterstock

Pets

Verminoses em pets: conheça as causas, sintomas e tratamento

As verminoses oferecem riscos à saúde dos animais domésticos e de seus tutores; especialista explica os cuidados

Os pets ocupam, cada vez mais, um lugar muito importante na vida das famílias. E, como qualquer pessoa que amamos, queremos vê-los sempre felizes e saudáveis. Para isso, é preciso estar sempre atento ao seu bem-estar, afinal, quando os bichinhos estão para baixo, pode significar a presença de algum problema. 

As verminoses, por exemplo, atingem tanto cães quanto gatos, e podem causar sérios danos à saúde dos animais e dos seus tutores. Os parasitas geralmente ficam alojados no intestino dos animais e depois eliminados nas fezes, contaminando o ambiente.

“Essas fezes expostas na rua são as responsáveis por contaminar os pets, que pisam no solo infectado e acabam contraindo o parasita. Apesar de menos comum, há também uma outra possibilidade de contaminação, que pode ocorrer no parto, quando a fêmea passa a doença para o filhote recém-nascido”, explica Gisele Starosky, médica veterinária da Fórmula Animal. 

Sintomas e tratamento

De acordo com a especialista, entre os sintomas mais comuns de verminoses estão diarreia, perda de peso e de apetite, aumento e dor na região abdominal, fraqueza, vômito e alteração na cor e na textura dos pelos do animal. Então, é importante ficar de olho no comportamento do pet e levá-lo ao veterinário caso algum desses sintomas apareçam. 

A partir do diagnóstico, o veterinário indicará o tratamento mais adequado para o pet com verminose. Na maioria das vezes, utiliza-se um vermífugo que deverá ser administrado conforme orientação do profissional. “O uso do vermífugo previne, também, a instalação de um quadro imunossupressor, que deixaria o animal suscetível a infecções bacterianas e virais. Assim, é importante garantir que o animal seja levado ao médico veterinário e medicado adequadamente”, afirma Gisele.

Uso correto do vermífugo

A administração de vermífugo tem caráter exclusivamente remediativo, ou seja, apenas para tratamento. Para prevenir a verminose, o tutor precisa realizar o exame de fezes no pet. O procedimento permite detectar a presença dos vermes no intestino do animal.

Além disso, diversos outros fatores podem influenciar no intervalo de aplicação do vermífugo. São exemplos a idade do bichinho, seu estado de saúde e até o tipo de parasita presente nele. Mas, de forma geral, pode-se afirmar que o período indicado pode variar de 3 a 6 meses.

Como muitos animais têm certa resistência à ingestão de comprimidos – algo bastante comum, especialmente em gatos – a veterinária lembra que é possível manipular o medicamento para adaptá-lo às necessidades específicas do pet e evitar estresse durante a aplicação. 

Mais notícias como essa

Entretenimento

Vai ficar em casa no Dia dos Namorados para fazer uma programação mais aconchegante? Use esses filmes e aproveite bem o dia!

Receitas

Um bom vinho é ideal para celebrar o Dia dos Namorados com o seu amor; confira dicas para acertar na escolha!

Comportamento

O uso excessivo de telas prejudica a socialização e a comunicação, além de causar mudanças de humor, atrasos cognitivos e distúrbios no aprendizado

Beleza

Confira os principais cuidados para manter a pele protegida e hidratada durante as festas juninas