Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Descubra os benefícios do kombucha
Descubra os benefícios do kombucha - Shutterstock

Receitas

Conheça os benefícios do kombucha, bebida fermentada feita com chá

Nutricionista explica os vários benefícios do kombucha, quem não deve consumi-lo e até como preparar a bebida em casa

O kombucha é uma bebida feita a partir da fermentação do chá e adoçado com uma cultura simbiótica de bactérias e leveduras, conhecida como SCOBY. O processo de fabricação envolve a infusão do chá com açúcar, a adição do SCOBY e um período de fermentação, que pode durar de alguns dias a semanas, dependendo das condições ambientais e das preferências pessoais.

Não se tem certeza de onde o kombucha surgiu, mas muitos dizem ter sido na China antes de Cristo. O sabor da bebida é agridoce, ácido e aromático, podendo lembrar uma sidra ou um guaraná mais suave.

Porém, o principal motivo para as pessoas beberem kombucha até hoje são as suas vantagens para a saúde, apesar de muitos dos estudos sobre isso ainda estarem em estágio inicial e serem necessárias mais pesquisas nesse tema, segundo a nutricionista esportiva Dra. Brenda Arita.

A seguir, veja as explicações da especialista sobre os possíveis benefícios do kombucha, quem não deve tomá-lo e de que forma o preparar:

Benefícios do kombucha

As principais vantagens que a bebida pode ter, de acordo com os estudos feitos até o momento, são:

  • Promover a saúde intestinal e fortalecer o sistema imunológico por ser fonte de probióticos
  • Proteger as células do corpo contra danos e envelhecimento por ser rico em antioxidantes
  • Possível suporte à saúde digestiva, aliviando sintomas como inchaço e constipação
  • Potencial para a saúde do fígado, auxiliando na proteção contra danos hepáticos
  • Aumento de energia, contribuindo para a sensação de bem-estar e vitalidade

Ademais, o kombucha pode ser bom para o emagrecimento. “Pode ser benéfico devido a efeitos indiretos, como a estimulação do metabolismo e a promoção da saúde digestiva. Além disso, pode ajudar a aumentar a energia, o que leva a uma maior disposição para atividades físicas”, explica a Dra. Brenda.

Entretanto, a nutricionista esportiva explica que o kombucha é fermentado com açúcar, o que contribui para o seu valor calórico. Portanto, é recomendável consumir com moderação e estar ciente de que, como qualquer outro alimento ou bebida com calorias, ele deve ser incluído dentro de um plano alimentar personalizado.

Quem não deve tomar?

Embora o kombucha possa oferecer vários benefícios à saúde para muitas pessoas, a nutricionista diz que também existem algumas precauções a serem consideradas. São elas:

  • Pessoas sensíveis à cafeína ou com restrições dietéticas de açúcar devem consumi-lo com moderação
  • Algumas substâncias presentes no kombucha podem interagir com certos medicamentos. Pessoas que estão tomando medicamentos prescritos devem consultar um profissional de saúde antes de consumir a bebida
  • Grávidas, lactantes, crianças pequenas, idosos e pessoas com sistemas imunológicos comprometidos devem ter precaução
  • Kombucha não é bom para pessoas com problemas graves nos rins, pulmões e fígado. Além disso, por conter açúcar, pessoas com diabetes devem consumir o kombucha somente com a orientação de um médico ou nutricionista

Fora isso, vale alertar que há um risco mínimo de contaminação durante o processo de fermentação do kombucha.

Como fazer e consumir

É possível fazer o seu próprio kombucha em casa mesmo.

“Você precisará de cepas de kombucha, chá de sua preferência, água e açúcar orgânico, mascavo ou demerara. O processo envolve, primeiramente, preparar o chá, adicionar açúcar, deixar esfriar, colocar as cepas de kombucha em um recipiente de vidro esterilizado e adicionar o chá já frio. Posteriormente, cubra o recipiente e guarde em um lugar escuro por cerca de 7 dias”, ensina a Dra. Brenda.

A quantidade recomendada de kombucha é de uma a duas porções por dia, dependendo do objetivo. Quanto ao horário, embora não haja um consenso absoluto, sugere-se consumir um shot pela manhã em jejum para potencializar os benefícios dos probióticos. Pessoas sensíveis à cafeína podem preferir consumi-lo até três da tarde para não afetar o sono.

Mais notícias como essa

Casa & Decor

Às vezes, mesmo com a faxina frequente, você pode estar cometendo outros erros que atraem a poeira para o seu lar

Receitas

Super saudável, a ora-pro-nóbis pode aparecer em chás e várias outras receitas; aprenda como consumir e absorver seus benefícios

Saúde

Endometriose é responsável por cerca de 30 a 50 % da infertilidade feminina; especialista explica os tipos de tratamento

Receitas

Com essas dicas, você vai saber como fazer um brigadeiro ainda mais delicioso, praticamente uma versão gourmet do doce