Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Crianças pequenas podem comer chocolate?
Crianças pequenas podem comer chocolate? - Shutterstock

Receitas

Nutricionista revela se crianças pequenas podem comer açúcar

Muitas mães e pais têm dúvida se podem dar aquele brigadeiro ou chocolatinho para os pequenos; saiba a verdade de uma vez por todas

Que crianças adoram doces não é novidade! Mas será que esses alimentos com açúcar podem ser introduzidos na vida dos pequenos desde cedo? Essa é a dúvida de muitas mães e pais, que não sabem bem se uma criança de um ano, por exemplo, já pode comer chocolate ou brigadeiro pela primeira vez.

E a verdade é que o açúcar não é recomendado nesse momento da introdução alimentar, nos primeiros anos de vidas dos pequenos, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e o Ministério da Saúde. Na verdade, até os dois anos ou até um pouco mais, a criança deve estar na fase do aleitamento materno, sendo que até os seis meses esse leite deve ser a única coisa que o bebê vai ingerir.

Após os dois anos, também é bom que a alimentação seja o leite materno, mas isso pode não ser possível. “Se não for possível devido à quantidade, e por diversas particularidades da mãe e da criança, pode-se introduzir alimentos naturais, como papinhas de legume muito bem cozidas, papinhos de frutas também bem maceradas para evitar problemas com deglutição”, afirma o nutricionista Antônio Wanderson Lack de Matos.

Ou seja, nos primeiros anos de vida, a criança deve ingerir apenas leite materno, alimentos in natura ou opções minimamente processadas, enquanto o açúcar deve ficar fora do cardápio. Isso vai se refletir em benefícios a curto e longo prazo.

Mas por que o açúcar especificamente pode ser prejudicial? Entenda:

O problema do açúcar na introdução alimentar

A maior questão do açúcar na introdução alimentar, segundo Antônio, é que crianças menores de dois anos têm alterações significativas no paladar com bastante facilidade, uma vez que ele é muito sensível. Por isso, alimentos com gosto extremamente acentuados podem fazer com que os pequenos percam a vontade de ingerir outros alimentos “menos saborosos”.

“Isso inclui o leite materno, que é fundamental para imunidade da criança nesse período da vida. Ao introduzir o doce, quase que automaticamente você exclui a aceitação do leite materno, entre outros alimentos que seriam interessantes”, alerta o nutricionista.

Esse é um risco grande, uma vez que o leite é o único a fornecer os nutrientes necessários para o desenvolvimento do bebê. Além disso, o açúcar ainda acelera o metabolismo da criança mais do que o adequado.

Dicas sobre a alimentação das crianças pequenas

Há outros alimentos, além do açúcar, que são contraindicados nessa fase da vida. O maior exemplo disso é a cafeína.

Alimentos com muita gordura também podem ser um problema, como explicado por Antônio. Isso porque as células de gordura se proliferam nessa idade, então quanto mais a criança for obesa, maior a tendência de ela ser obesa no futuro.

O especialista cita algumas opções muito gordurosas que devem ficar longe da alimentação dos pequenos:

  • Margarinas
  • Bacon
  • Carnes industrializadas
  • Hambúrgueres
  • Alimentos ricos em aditivos químicos como conservantes, corantes, entre outras coisas

Outra dica é que, como essa criança vai receber a maioria de seus nutrientes do leite materno, as mães também devem se alimentar bem. Ou seja, elas também devem ter uma atenção redobrada, seguindo uma dieta rica em ácidos graxos, ômega 3, gorduras boas e proteína.

Por sua vez, o ideal é não só a mãe, como toda a família, ter uma alimentação saudável e equilibrada, pois isso vai estimular bons hábitos aos mais novos.

Fonte: Saúde em Dia

Mais notícias como essa

Saúde

Confira quais alimentos podem elevar a imunidade e aprenda fazer um xarope natural para aumentar a proteção do seu organismo

Saúde

Muitas mães têm optado por extrair e armazenar o leite materno por várias razões; saiba como fazer isso corretamente

Amor e Sexo

Comunicar o relacionamento à empresa e evitar que os assuntos íntimos interfiram no trabalho são cuidados para manter no ambiente profissional

Finanças e Empreendedorismo

Guardar dinheiro na poupança é um hábito saudável que pode proporcionar segurança financeira e ajudar a alcançar objetivos a curto e longo prazo