Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
O efeito sanfona é, muitas vezes, o maior inimigo do emagrecimento saudável
O efeito sanfona é, muitas vezes, o maior inimigo do emagrecimento saudável - Shutterstock

Saúde

Adeus efeito sanfona! 5 hábitos simples para evitar a recaída

O problema de emagrecer rápido usando as dietas famosinhas por aí é que o peso pode voltar logo depois; saiba como evitar o “efeito sanfona”

Muitas dietas prometem fórmulas para um emagrecimento rápido e, às vezes, isso pode até ser cumprido. Porém, muitas vezes, o difícil é manter isso, já que, se você não continuar a atenção aos hábitos diários, pode acabar ganhando todo o peso de novo e ficando preso no conhecido “efeito sanfona”.

Marcado pelo vaivém cíclico de perda e ganho de peso, esse efeito acontece principalmente quando a pessoa se submete a dietas muito restritivas ou tem uma rotina desalinhada com os seus objetivos. E isso é um problema bastante comum, viu?

Assim, para te ajudar a deixar o efeito sanfona de lado, trazemos a seguir cinco dicas de hábitos muito úteis nesse sentido elencados pelo Dr. Gabriel Almeida, médico e coordenador e professor da Pós-graduação de Ciências da Obesidade e Sarcopenia.

Confira:

Jamais faça dietas da moda

Várias vezes, as dietas da moda que aparecem nas redes sociais podem, além de gerar o efeito sanfona, ainda ser prejudiciais à saúde. Elas são indicadas apenas se houver a orientação médica e elas forem feitas de acordo com as reais necessidades de seu corpo, realmente promovendo mudanças necessárias no seu modo de vida.

Aprenda a consumir alimentos saudáveis

É fundamental que, no processo de emagrecimento, você passe por uma reeducação alimentar. Isso significa aprender a comer os alimentos certos, com mais cuidado na preparação e quantidades.

A alimentação saudável contém uma proporção equilibrada de carboidratos, proteínas, gorduras boas, vitaminas e minerais. Essa combinação de macro e micronutrientes atende todas as necessidades do organismo: proporcionar energia, facilitar o trânsito intestinal, construir células, evitar doenças e regular os hormônios, por exemplo.

Faça as substituições corretas

Muitas vezes, ao tentar substituir um alimento, acaba-se trocando-o por outro do mesmo nível, e isso não adianta de nada, né? Trocar a pizza pelo lanche e vice-versa é um dos motivos das recaídas que levam ao efeito sanfona.

É muito importante buscar alternativas para substituir alimentos não saudáveis por saudáveis. Por exemplo, você pode trocar o refrigerante por águas saborizadas naturalmente ou chás, o salgadinho industrializado por chips assados de vegetais, a fritura por pratos preparados no forno ou essas fritadeiras que “fritam” com ar, e assim por diante.

Exercite-se

Seu corpo não foi feito para ficar sem se movimentar. O exercício físico é um aliado não só para perder peso e evitar o efeito sanfona, mas também para evitar doenças. Ou seja, são vários benefícios em um só hábito saudável, viu?

Água, comida na hora certa e vitamina D

Tome muita, muita água – muita mesmo. Ela contribui para evitar o efeito sanfona e controlar a sensação de fome, atuando nos processos de regulação do organismo, promovendo uma limpeza interior, melhorando a aparência da pele e facilitando o funcionamento do intestino.

É importante também se alimentar nos horários adequados e monitorar os níveis de vitamina D. Com essas dicas, você vai conseguir emagrecer com saúde e dar adeus ao efeito sanfona!

Mais notícias como essa

Receitas

Quer comer bastante proteína, mas cansou do ovo? Veja outras fontes desse nutriente que podem ser substitutos do ingrediente

Saúde

Especialista dá dicas para aproveitar as festas juninas de forma equilibrada e manter a dieta saudável

Entretenimento

Vai ficar em casa no Dia dos Namorados para fazer uma programação mais aconchegante? Use esses filmes e aproveite bem o dia!

Comportamento

O uso excessivo de telas prejudica a socialização e a comunicação, além de causar mudanças de humor, atrasos cognitivos e distúrbios no aprendizado