Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Beber refrigerante causa osteoporose? Saiba agora se isso é possível
Entenda como o refrigerante pode causar a osteoporose - Foto: Shutterstock

Saúde

Beber refrigerante causa osteoporose? Saiba agora se isso é possível

Diagnóstico da doença em jovem de 21 anos levantou debate sobre os perigos da bebida para a saúde; médico comenta

O consumo excessivo de bebidas artificialmente adoçadas como o refrigerante são prejudiciais à saúde. Ainda assim, ele é o sexto alimento mais consumido no Brasil, principalmente entre os adolescentes, segundo o Ministério da Saúde. 

Com grande quantidade de açúcar e aditivos, essas bebidas são responsáveis pelo ganho de peso e doenças como diabetes, gastrite, cáries e até a osteoporose precoce. Isso mesmo! Apesar de saboroso, o refrigerante pode adiantar a condição em pessoas jovens. Foi o que aconteceu com o gamer e streamer Neto Silva, que desenvolveu a doença com apenas 21 anos

Antes de se tornar um jogador profissional, Neto costumava praticar exercícios e cuidar da saúde. Mas, devido à rotina de gamer, adotou um estilo de vida sedentário, com má alimentação e falta de exposição à luz solar, o que o levou a graves consequências.

Causas da osteoporose  

Enquanto jogava durante 18 horas por dia para se manter no topo do ranking global de Free Fire, o streamer consumia 3 litros de refrigerante e 1 litro de café todos os dias, além de energéticos para ficar acordado. Contudo, após algum tempo ele foi diagnosticado com osteoporose.

O nutrólogo e endocrinologista, Dr. Ronan Araújo, explica que a osteoporose é causada pela perda de massa óssea e deterioração de sua microarquitetura. Isso torna os ossos mais frágeis e quebradiços, aumentando o risco de fraturas. Algumas causas comuns de osteoporose incluem:

  • Envelhecimento: A perda de massa óssea é uma parte natural do envelhecimento;
  • Gênero: As mulheres têm maior probabilidade de desenvolver osteoporose do que os homens, especialmente após a menopausa;
  • Histórico familiar: Pessoas com histórico familiar de osteoporose têm maior risco de desenvolver a doença;
  • Nutrição inadequada: Uma dieta pobre em cálcio e vitamina D pode aumentar o risco de osteoporose;
  • Inatividade física: A falta de exercício físico pode levar à perda de massa óssea e enfraquecimento dos ossos;
  • Tabagismo: Fumar pode afetar a absorção de cálcio e reduzir a massa óssea;
  • Consumo excessivo de álcool: O consumo excessivo de álcool pode afetar negativamente a saúde óssea;
  • Medicamentos: Certos medicamentos, como corticosteroides e anticonvulsivantes, podem aumentar o risco de osteoporose;
  • Doenças e condições médicas: Algumas doenças, como artrite reumatoide e doença inflamatória intestinal, podem aumentar o risco de osteoporose.

“O consumo excessivo de refrigerantes está associado à osteoporose, pois os refrigerantes são ricos em açúcares, cafeína e ácido fosfórico. O ácido fosfórico é um ácido que é adicionado aos refrigerantes para dar sabor e aumentar a vida útil do produto. Esse ácido pode interferir na absorção de cálcio pelo organismo e promover a excreção de cálcio pela urina, o que pode levar à perda de massa óssea”, esclarece o especialista.

Fatores de risco para a doença

Outra doença causada pelos refrigerantes, e que está associada à osteoporose, é a obesidade. Isso porque o excesso de peso coloca mais pressão sobre a estrutura óssea, o que pode levar à deterioração e enfraquecimento dos ossos com o tempo. A cafeína presente nos refrigerantes também pode causar uma perda de cálcio na urina, o que pode contribuir para a osteoporose.

De acordo com o endocrinologista, o consumo excessivo de refrigerantes pode estar associado a uma dieta pobre em nutrientes importantes para a saúde óssea, como cálcio e vitamina D. Esses nutrientes são essenciais para a formação e manutenção dos ossos saudáveis. 

“Embora o consumo de refrigerantes por si só não cause a osteoporose, ele pode contribuir para essa condição médica ao afetar a absorção e excreção de cálcio, levar ao ganho de peso e contribuir para uma dieta pobre em nutrientes importantes para a saúde óssea. É importante, portanto, limitar o consumo de refrigerantes e manter uma dieta equilibrada e rica em nutrientes para manter a saúde óssea ao longo da vida”, finaliza Araújo.

Mais notícias como essa

Horóscopo

Querendo saber de TUDO que os próximos sete dias prometem? Descubra agora, no Horóscopo Semanal do João Bidu

Receitas

Consumir alguns legumes com casca vai facilitar a sua vida e ainda trazer vários benefícios para o seu organismo; veja quais

Beleza

Segundo dermatologista, o cortisol, hormônio causador do estresse, acelera o envelhecimento e agrava doenças de pele

Estilo de Vida

As festas juninas começam, geralmente, a partir do dia 1° de junho, mas existem variações; confira!