Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Yasmin Brunet chamou atenção para o transtorno ao reclamar de sua compulsão alimentar dentro da casa do BBB 24
Yasmin Brunet revelou que sofre de compulsão alimentar - Foto: Reprodução / Globoplay

Saúde

Compulsão alimentar: entenda o transtorno de Yasmin Brunet

Yasmin Brunet chamou atenção para o transtorno ao reclamar de sua compulsão alimentar dentro da casa do BBB 24

Um dos assuntos mais comentados no BBB 24 dentro e fora da casa é a relação de Yasmin Brunet com a comida. A modelo revelou que sofre de compulsão alimentar e explicou que o confinamento tem afetado a sua condição. 

Segundo Larissa Artuni, psicóloga clínica da Clínica Mundo Neuropsi, a compulsão alimentar ocorre quando a pessoa sente necessidade de consumir alimentos em grandes quantidades mesmo sem estar com fome

“Quando a comida é usada para suprir diferentes estados emocionais, como tristeza e ansiedade, o indivíduo fica com mais dificuldade em entender se já está saciado ou se precisa ingerir mais alimentos. Isso ocorre durante o episódio de compulsão, em que a pessoa não come simplesmente por querer, mas sim por não ser capaz de controlar seus impulsos e de reconhecer o estado de saciedade do seu corpo”, explica. 

De acordo com a especialista, é comum que nesses casos, a pessoa até coma escondida das outras por sentir vergonha e culpa do descontrole. Além disso, ela pode apresentar dificuldade em seguir dietas para emagrecer e regular a sua alimentação.

Tratamento da compulsão alimentar

A compulsão alimentar atinge cerca de 2,5% da população mundial, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, 4,7% da população têm algum tipo de transtorno alimentar. Identificar e tratar o problema é importante para evitar complicações físicas e emocionais. 

Para isso, é preciso alinhar tratamentos com equipe multidisciplinar que envolva, além do psicólogo, nutricionista, clínico geral e psiquiatra. No entanto, o paciente é só encaminhado para esses profissionais caso exista necessidade.

“Não se pode descartar o acompanhamento de profissionais, pois muitas variáveis podem surgir no processo de cura, como a dificuldade em estabelecer rotinas, em identificar emoções, traumas que podem surgir durante o processo, entre outras situações em que pessoas capacitadas e especializadas são imprescindíveis”, finaliza Larissa. 

Mais notícias como essa

Horóscopo

Querendo saber de TUDO que os próximos sete dias prometem? Descubra agora, no Horóscopo Semanal do João Bidu

Receitas

Consumir alguns legumes com casca vai facilitar a sua vida e ainda trazer vários benefícios para o seu organismo; veja quais

Beleza

Segundo dermatologista, o cortisol, hormônio causador do estresse, acelera o envelhecimento e agrava doenças de pele

Estilo de Vida

As festas juninas começam, geralmente, a partir do dia 1° de junho, mas existem variações; confira!