Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
No pós-Páscoa, alimentação e treinos são essenciais para voltar a ser fitness
No pós-Páscoa, alimentação e treinos são essenciais para voltar a ser fitness - Shutterstock

Saúde

Dicas para começar a ser fitness depois da Páscoa

Após o feriado, muitos querem resgatar a promessa fitness feita no Ano-Novo; porém, para isso, é preciso saber aliar alimentação e treinos

“Em 2023, eu vou entrar na academia!” – essa foi uma das promessas mais recorrentes no Ano-Novo. O porém é que logo veio o Carnaval e, em seguida, a Páscoa. E, com isso, muita gente não conseguiu resistir às tentações culinárias desse período.

Porém, não é preciso se desesperar – você ainda pode começar o seu “projeto fitness”. E, para isso, a ideia não é simplesmente fechar a boca e comer pouco, viu? Na, verdade, segundo a nutricionista Juliana Wood, a alimentação é muito importante para quem quer voltar a ser fitness após a Páscoa.

Assim, veja a seguir como aliar a alimentação aos treinos e voltar aos hábitos mais saudáveis:

Alimentação fitness para o pré-treino

Segundo Juliana, não somente a refeição pré-treino, mas todo o contexto alimentar diário é de extrema importância para garantir uma reserva energética adequada. No caso do pré-treino, a alimentação é essencial para ter rendimento na academia e, consequentemente, evitar o desânimo e a desistência da prática de exercícios. Ou seja, nada de pensar que comer antes do treino vai te impedir de emagrecer, viu?

Para entender exatamente comer nesse momento, é simples. Como a alimentação tem o objetivo de fornecer substrato energético, prioriza-se alimentos fontes de carboidratos, além de proteínas e gorduras, estas em menor proporção e a depender do horário em que a refeição é feita por conta da digestão.

Sim, é isso mesmo, a recomendação é comer carboidratos antes do treino, mesmo que isso possa parecer estranho. Isso porque a substância é a principal fonte de energia do organismo e, quando cortada das refeições, pode diminuir o rendimento durante os exercícios e atrapalhar o emagrecimento, caso seja o objetivo.

O truque para entender ainda mais qual a alimentação pré-treino ideal se baseia na duração do exercício e no consumo de carboidratos. Para exercícios de resistência que duram mais de uma hora e menos de três, consumir de 30 a 60 gramas de carboidrato por hora como pré-treino é o indicado. Já para exercícios intensos que duram mais de três horas, é preciso comer de 60 a 90 gramas de carboidrato por hora treinada.

Outras dicas de alimentação para quem treina

Além dos carboidratos, as proteínas desempenham um papel muito importante na rotina de quem treina ou quer começar a se exercitar. Aqueles que fazem exercícios de menor intensidade e mais peso, principalmente, precisam ingerir proteínas, pois tais substâncias regeneram os músculos e tecidos danificados pelo esforço.

Para completar a alimentação, é importante incluir gorduras boas e vegetais nas refeições. As gorduras boas influenciam a liberação de hormônios anabólicos, contribuindo para o ganho de músculos. Já os vegetais são fontes de vitaminas, minerais e antioxidantes, substâncias que ajudam na recuperação muscular.

Fonte: Juliana Wood, nutricionista da empresa de planos de saúde Sami.

Mais notícias como essa

Entretenimento

Vai ficar em casa no Dia dos Namorados para fazer uma programação mais aconchegante? Use esses filmes e aproveite bem o dia!

Receitas

Um bom vinho é ideal para celebrar o Dia dos Namorados com o seu amor; confira dicas para acertar na escolha!

Comportamento

O uso excessivo de telas prejudica a socialização e a comunicação, além de causar mudanças de humor, atrasos cognitivos e distúrbios no aprendizado

Beleza

Confira os principais cuidados para manter a pele protegida e hidratada durante as festas juninas