Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral

Saúde

Endometriose: cuidados com a alimentação nas festas de fim de ano

A dieta desempenha um papel importante no controle da endometriose, ajudando a reduzir o desconforto causado pela doença

A endometriose atinge 10% da população feminina em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). A doença provoca o crescimento do tecido ao redor do útero, causando dor crônica, inflamação e, em até 50% dos casos, a infertilidade. E por ser um quadro relacionado a um desequilíbrio hormonal, a alimentação tem papel importante no seu controle, como explica o ginecologista Patrick Bellelis.

“Evidências científicas comprovam que os alimentos ingeridos e o estilo de vida podem influenciar em uma série de aspectos, inclusive no metabolismo das prostaglandinas. Elas atuam nos processos inflamatórios do corpo, no ciclo menstrual e na atividade do estrogênio. Assim, uma dieta deficitária e o sedentarismo podem impactar na endometriose”, aponta.

Fuja desses alimentos!

Alimentos ricos em vitamina B e ômega 3 são ideais para reduzir os sintomas e as dores causadas pela doença, conforme estudos. Por outro lado, o álcoola carne vermelha e as gorduras trans — que sempre marcam presença nas festas de fim de ano — amplificam o inchaço pélvico e a dor crônica.

Por isso, recomenda-se às mulheres com endometriose manter uma alimentação balanceada e sem glúten, com ingestão de alimentos ricos em antioxidantes e propriedades anti-inflamatórias e com efeitos positivos no metabolismo de estrogênios e hormônios.

“Sementes de girassol, nozes e linhaça, legumes como brócolis ou couve-flor, frutas como abacate, limão e mirtilos, e óleos de oliva e prímula são alguns deles. Esses alimentos estão presentes na dieta mediterrânea, que é um bom modelo a ser seguido”, recomenda a nutricionista Julia Beux.

Além de se alimentar com os alimentos corretos, também é necessário cortar — ou a menos reduzir — o consumo de alimentos que agravam o quadro de endometriose. Além das carnes vermelhas, gorduras trans e do álcool, é importante evitar também alimentos ultraprocessados, ricos em açúcares refinados, laticínios e cafeína.

Outra dica é consumir alimentos ricos em fibras, pois auxiliam no funcionamento do intestino, prevenindo outros problemas que possam agravar o desconforto provocado pela doença.

Fonte: Patrick Bellelis, ginecologista e colaborador do setor de endometriose do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo; Julia Beux, nutricionista na clínica Bellelis.

Mais notícias como essa

Horóscopo

Querendo saber de TUDO que os próximos sete dias prometem? Descubra agora, no Horóscopo Semanal do João Bidu

Receitas

Os benefícios da beterraba para a saúde são vários; descubra alguns deles e como consumir esse alimento da melhor forma

Beleza

Transformações hormonais e emocionais no puerpério pode resultar em perda de cabelo para muitas mulheres

Saúde

De acordo com estudos recentes, apenas 4% a 9% das mulheres negras recebem diagnóstico de endometriose