Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Ator foi hospitalizado após passar mal e desmaiar em casa; psicóloga explica os sintomas e como lidar com a estafa
Lázaro Ramos foi diagnosticado com estafa após passar mal - Foto: Reprodução / Instagram / @olazaroramos

Saúde

Estafa: entenda condição que atingiu Lázaro Ramos

Ator foi hospitalizado após passar mal e desmaiar em casa; psicóloga explica os sintomas e como lidar com a estafa

Na última sexta-feira (19), Lázaro Ramos foi internado às pressas após ter passado mal e desmaiado dentro de sua casa, em Salvador. O ator foi socorrido pela esposa, a atriz Taís Araújo, que o levou para o hospital Mater Dei.

Após a realização de exames clínicos, foi constatado que o ator sofreu um esgotamento físico por excesso de trabalho, mais conhecido como estafa. Lázaro recebeu alta no domingo (21) com orientação para ficar de repouso durante a semana.

O que é estafa?

A estafa refere-se a uma condição em que o corpo atinge um estado de extrema fadiga devido ao desgaste físico intenso, podendo resultar em fraqueza, exaustão e dificuldade em realizar atividades físicas.

“Isso muitas vezes ocorre quando se ultrapassa os limites naturais do corpo sem o devido descanso e recuperação. O sintoma é a fala do inconsciente, que grita e esperneia para ser ouvido”, explica a psicóloga Clenice Araújo. 

De acordo com ela, a estafa muitas vezes é desencadeada por fatores emocionais, como preocupação constante, ansiedade e tensões emocionais que levam a um aumento da produção de hormônios do estresse, afetando negativamente o organismo. 

“O esgotamento físico pode ser um sinal de que o corpo não está conseguindo lidar eficazmente com as demandas emocionais, resultando em uma sensação de exaustão global”, aponta. 

Sintomas e tratamento

O esgotamento físico pode apresentar diversos sintomas. Reconhecer esses sinais é crucial para buscar apoio e implementar estratégias de enfrentamento eficazes. Veja os principais deles abaixo:

  • Fadiga persistente: sentir-se constantemente cansado, mesmo após períodos de repouso;
  • Distúrbios do sono: dificuldade em dormir, insônia ou sono irregular;
  • Mudanças no apetite: alterações nos hábitos alimentares, com aumento ou diminuição do apetite;
  • Tensão muscular: sensação de rigidez ou dor muscular devido à tensão emocional;
  • Problemas gastrointestinais: distúrbios digestivos, como dor abdominal, náusea ou alterações nos movimentos intestinais;
  • Dores de cabeça: dores de cabeça frequentes ou enxaquecas;
  • Sistema imunológico comprometido: maior suscetibilidade a resfriados e infecções;
  • Mudanças de humor: flutuações emocionais, irritabilidade ou sentimentos de tristeza;
  • Dificuldade de concentração: problemas para se concentrar e tomar decisões;
  • Isolamento social: retrair-se de interações sociais devido ao estresse emocional.

Após identificar os sintomas, o paciente deve procurar orientação médica para evitar que o quadro se agrave. O tratamento inclui mudanças no estilo de vida, como dormir bem, praticar atividade física, adotar uma alimentação saudável e manter o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. 

“Se o esgotamento persistir ou se tornar mais grave, procurar ajuda profissional, como um psicólogo ou médico, pode ser crucial para identificar e abordar questões subjacentes”, finaliza a especialista.

Mais notícias como essa

Pets

Dar comida demais ou de menos para os cães e gatos pode causar problemas para o bem-estar e a saúde dos animais

Pets

Veterinária explica as razões que levam a esse comportamento e como ajudar o pet a se sentir confortável em casa

Beleza

Se você é iniciante na arte de pintar as unhas em casa, algumas dicas podem tornar essa tarefa muito mais simples

Beleza

Dermatologista explica as causas dos cabelos brancos e esclarece mitos e verdades sobre o assunto