Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Fadiga: saiba as 3 principais causas para evitar esse problema
A fadiga é caracterizada pelo cansaço excessivo, mental ou físico - Foto: Shutterstock

Saúde

Fadiga: saiba as 3 principais causas para evitar esse problema

Especialista revela quais hábitos podem aumentar a fadiga e explica como reduzir a sensação de cansaço no dia a dia

Sentir-se cansada após um dia cheio no trabalho, na faculdade ou em casa, com os filhos, pode ser considerado algo normal. Contudo, quando esse cansaço é excessivo e vem acompanhado de outros sintomas, como fadiga, exaustão, estafa e esgotamento, é importante buscar ajuda médica.

Isso porque, em muitos casos, o cansaço excessivo pode indicar, além de falta de tempo para descansar, algumas doenças como anemia, diabetes, alterações da tireoide e até depressão. Neste caso, a pessoa está sempre cansada e não tem forças para realizar as tarefas do cotidiano. 

O médico nutrólogo, Dr. Ronan Araújo, explica que a fadiga pode ser causada pelo excesso de esforço físico e mental, mas que, muitas vezes, ela é consequência do estilo de vida do paciente. Veja os principais fatores que causam esse problema:

1. Sedentarismo

Conforme o especialista, pessoas sedentárias têm maior chance de desenvolver fadiga, doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, além de transtornos mentais. “O sedentarismo também está associado ao risco de desenvolver depressão e transtornos de ansiedade”, alerta.

2. Sono desregulado

Além de provocar a fadiga, dormir também mal também prejudica a concentração e eleva os níveis de estresse e irritabilidade. Além disso, pode reduzir a imunidade, o que deixa o organismo mais suscetível a infecções. 

De acordo com o médico, um terço da população está dormindo 2 a 3 horas a menos do que o necessário. Entretanto, ele afirma que existem pessoas que chegam a dormir até menos do que isso. 

“Um sono de má qualidade pode comprometer o sistema imunológico, aumentar problemas de memória, diminuir o foco e a concentração até mesmo em atividades simples, além de desregular o apetite, prejudicar a aparência e reduzir o tecido cerebral”, pontua. 

3. Dieta desequilibrada

O especialista revela que o consumo exagerado de carboidratos, gorduras e açúcares refinados aliado a uma dieta pobre em proteínas, vitaminas e minerais, podem aumentar a sensação de fadiga. Segundo ele, a má alimentação contínua sobrecarrega o sistema digestivo, inflama o corpo e diminui consideravelmente a energia do organismo.

Como reduzir a fadiga?

O médico destaca as formas mais eficientes de reduzir a sensação de fadiga e os impactos negativos do cansaço no dia a dia. Confira:

  • Mude seus hábitos de vida;
  • Pratique atividade física com orientação;
  • Melhore seus hábitos de sono;
  • Mantenha alimentação mais equilibrada e saudável;
  • Faça consultas regulares com um médico nutrólogo;
  • Use técnicas de relaxamento, como a meditação.

Fonte: Sportlife; Dr. Ronan Araújo, especialista em endocrinologia.

Mais notícias como essa

Estilo de Vida

Se você tem sentido a falsidade das pessoas ao seu redor te afetando, experimente esses rituais poderosos contra isso

Amor e Sexo

Urinar após o sexo, evitar preservativos com aromas e outras práticas podem ajudar no combate à doenças e desconfortos

Beleza

Algumas vitaminas garantem o fortalecimento e o crescimento saudável dos cabelos que sofrem com a queda

Beleza

Exposição excessiva a luz azul pode destruir as fibras de colágeno e acelerar o envelhecimento da pele