Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Halitose: veja as causas, tipos e como prevenir o mau hálito
A halitose compromete a qualidade de vida de muitas pessoas - Foto: Shutterstock

Saúde

Halitose: veja as causas, tipos e como prevenir o mau hálito

A halitose é um problema comum, mas que pode ser resolvido a partir de cuidados com a saúde bucal; confira quais são com a Dra. Pamela Pironi

A halitose, ou o mau hálito, é um condição bucal bastante comum que causa incômodo e constrangimento tanto em quem o percebe como em quem o possui. Na maioria das vezes, a pessoa não se dá conta do problema, o que dificulta a busca por uma solução. 

De acordo com a dentista Dra. Pamela Pironi a halitose atinge pessoas em qualquer idade, comprometendo diretamente a qualidade de vida. “Trata-se de um odor desagradável que emana da boca, podendo ter diversas causas e tipos”, comenta. 

Quais os tipos de halitose?

Conforme explica a profissional, a halitose é dividida em fisiológica e patológica. A halitose fisiológica é aquela comum do dia a dia, causada pela decomposição de restos de alimentos na boca. Outras causas são a diminuição da salivação durante o sono e o jejum prolongado. 

Já a halitose patológica é o mau hálito persistente, provocada por doenças bucais, como cárie, gengivite, periodontite, da garganta, como faringite, amigdalite e cáseos amigdalianos, e gastrointestinais, como o refluxo gastroesofágico. 

Além disso, o odor também pode variar. Nos casos em que ele se assemelha a fezes, por exemplo, é preciso tomar cuidado. “Ela pode estar em proliferação de cáseos amigdalianos que se alojam nas criptas das amígdalas”, destaca Pamela.  

Quais as causas do mau hálito?

Além de doenças pré-existentes, existem outros fatores que causam a halitose, conforme elenca a dentista. Veja quais são eles a seguir:

Má higiene bucal

Deixar de escovar os dentes, de usar o fio dental ou de fazer a higiene da língua e bochechas pode causar acúmulo de bactérias e restos de alimentos que entram em putrefação e geram o mau hálito.

Tabagismo

O cigarro e outros produtos de tabaco provocam o mau hálito e também podem ocasionar doenças que agravam a halitose.

Alimentação

Alimentos como alho, cebola, café, leite e queijos podem causar mau hálito, pois suas substâncias aromáticas são eliminadas pelo pulmão liberando gases mal cheirosos.

Desidratação

A falta de água no organismo diminui a produção de saliva, o que favorece a proliferação de bactérias na boca deixando a salivação alcalina.

Como prevenir?

Para prevenir a halitose é importante escovar os dentes 3 vezes ao dia, e após as refeições, sempre usando o fio dental e enxaguantes bucais com óleos essenciais naturais e carvão ativado. Abaixo, você encontra outras dicas: 

  • Faça a higiene da língua e bochechas com limpadores específicos ou com a própria escova de dentes;
  • Mantenha-se hidratada e consuma frutas que contenham muita líquido;
  • Evite o consumo excessivo de alimentos que causam mau hálito;
  • Pare de fumar, caso seja fumante,
  • Visite o dentista regularmente para avaliar a saúde bucal e tratar possíveis doenças.

Em caso de halitose persistente, a especialista recomenda procurar um cirurgião dentista, otorrinolaringologista e um gastroenterologista para investigar as possíveis causas e indicar o tratamento adequado. “A prevenção e o tratamento da halitose são importantes não apenas para a saúde bucal, mas também para a autoestima, seu relacionamento e qualidade de vida”, finaliza.

Mais notícias como essa

Saúde

Cobertores, casacos e blusas mal higienizadas podem provocar crises de rinite e outras alergias respiratórias

Amor e Sexo

Levantamento realizado pelo aplicativo de relacionamentos happn apontou as regiões do Brasil onde as pessoas dão os melhores beijos

Receitas

Ama um café coado quentinho de manhã? Então descubra como deixá-lo ainda mais perfeito com essas dicas simples

Comportamento

Psicanalista analisa estupro matrimonial exposto no “Casamento às Cegas” e explica os sinais desse tipo de violência dentro do relacionamento