Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Veja como aproveitar a menopausa sem grandes incômodos
Veja como aproveitar a menopausa sem grandes incômodos - Foto: Shutterstock

Saúde

Menopausa: saiba como amenizar os sintomas do climatério

Segundo ginecologista, a prática de atividade física e a inclusão de certos alimentos à dieta podem reduzir os desconfortos da menopausa

A chegada da menopausa pode ser complicada para algumas mulheres, principalmente porque a intensidade dos sintomas do climatério — fase que antecede a menopausa — pode variar muito de uma mulher para outra. Por isso, além do acompanhamento médico, a adoção de hábitos saudáveis também é importante para reduzir os desconfortos que marcam o período. 

“É possível que muitas mulheres atravessem este período sem a necessidade de qualquer intervenção, pois a menopausa é um processo natural do organismo feminino. Há, ainda, algumas dicas que podem auxiliar por meio de mudanças simples nos hábitos de vida, incluindo a prática de atividade física e a inclusão de alguns alimentos no cardápio”, explica o médico ginecologista, Alexandre Rossi.

No entanto, quando os sintomas prejudicam a qualidade de vida da mulher, esse cuidado pode incluir também a terapia de reposição hormonal, que reduz as ondas de calor por meio da administração de estrógeno isolado ou associado à progesterona.

Porém, o especialista alerta que este tratamento só deve ser feito após uma avaliação médica. Isso porque ele é contraindicado em pacientes com histórico de infarto ou com comprometimento das artérias coronárias, câncer de mama, de endométrio, de AVC, hipertensão arterial não-controlada ou que possuem doença no fígado.

As ondas de calor são o principal sintoma da menopausa
As ondas de calor são o principal sintoma da menopausa – Foto: Shutterstock

Atenção ao cardápio

Uma dieta rica em cálcio e vitamina D pode trazer diversos benefícios para a saúde. Além disso, ajuda a atravessar com mais conforto alguns dos sintomas do climatério. Por isso, o ginecologista recomenda incluir em na rotina alimentos como:

  • Grãos, como amêndoas, nozes, castanhas e pistache
  • Folhas verdes escuras, como brócolis e couve-manteiga
  • Leite desnatado e derivados
  • Peixes, especialmente atum, salmão e sardinha
  • Soja e derivados, como o tofu
  • Inhame
  • Grão de bico
  • Suco de cranberry

Como amenizar outros desconfortos

Para reduzir outras queixas, há dicas específicas que poderão proporcionar mais conforto. Confira as principais delas na sequência:

Calor da menopausa 

Por conta da queda dos níveis de estrógeno no corpo, a sensação de calor e excesso de sudorese podem ser amenizadas com o uso de roupas leves e confortáveis.

Assim, o ideal é optar por tecidos feitos de algodão ou próprios para a prática esportiva, evitando os tecidos sintéticos e as roupas mais justas. “A atividade física, inclusive, é excelente para melhorar as ondas de calor e aumentar o bem-estar”, afirma Alexandre.

Queda de colágeno 

A redução da produção de colágeno nesta fase pode levar ao surgimento mais acelerado de rugas, queda de cabelo e enfraquecimento das unhas. O médico aconselha evitar banhos muito quentes e manter a pele bem hidratada. “O filtro solar, mesmo no inverno ou para ficar em casa, é indispensável, principalmente no rosto e nas mãos”, destaca o especialista.

Relações sexuais 

As queixas aqui estão relacionadas à queda da libido e redução da lubrificação, efeitos da perda da elasticidade do canal vaginal, queda de colágeno e afinamento da pele na região genital. “Para todas estas questões, o médico ginecologista poderá sugerir lubrificantes específicos ou outras alternativas para contornar o desconforto”, aponta o médico.

Ansiedade, insônia e depressão

No climatério, diversas questões físicas e psicológicas poderão interferir no dia a dia da mulher, levando a uma série de questionamentos. Aliás, não é raro que surjam dificuldades para dormir, mudanças de humor, instabilidade emocional e outras questões.

“Novamente, são assuntos que devem ser levados ao consultório do médico, que apresentará opções de tratamentos ou, quando necessário, indicará outros profissionais para um atendimento multidisciplinar”, finaliza.

Fonte: Saúde em Dia; Dr. Alexandre Rossi, médico ginecologista e obstetra responsável pelo ambulatório de Ginecologia Geral do Hospital e Maternidade Leonor Mendes de Barros.

Mais notícias como essa

Horóscopo

Querendo saber de TUDO que os próximos sete dias prometem? Descubra agora, no Horóscopo Semanal do João Bidu

Beleza

O batom vermelho é um dos que ficam mais aparentes quando você borra na hora de passar, mas tem como usar ele sem esse...

Estilo de Vida

Alguns salmos poderosos podem te ajudar a ter mais dinheiro e prosperidade na vida; conheça alguns e ponha as orações em prática

Beleza

Algumas maquiagens podem ficar ruins antes mesmo da data de validade; descubra como saber se a make já está estragada