Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
O diagnóstico precoce do câncer de mama aumenta as chances de cura da doença
O diagnóstico precoce do câncer de mama aumenta as chances de cura da doença - Foto: Shutterstock

Saúde

Outubro Rosa: chances de cura do câncer de mama chegam a 95%

No Outubro Rosa, mês de prevenção e combate ao câncer de mama, além de expor os perigos da doença, também se deve falar sobre as chances de superá-la

Há muitos anos, o décimo mês do ano ganha nuances cor-de-rosa para tratar de um assunto público, urgente e bastante sério: o câncer de mama. A campanha Outubro Rosa incentiva o autoexame, a realização de mamografias — exame de padrão-ouro para diagnosticar possíveis tumores — e também presta apoio a quem está nessa luta. 

Afinal de contas, a chance de lutar contra a doença é real, viu? Sobretudo se o diagnóstico acontecer logo no início do acometimento pelo câncer. Segundo a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (FEMAMA), as chances de cura podem chegar a 95%, se a pessoa for diagnosticada precocemente. 

Desse modo, para o diagnóstico precoce se tornar cada mais uma realidade, a entidade, bem como a campanha Outubro Rosa, incentivam a busca e rastreio pelo câncer de mama. Além de realizar a mamografia anualmente após os 40 anos, as mulheres devem estar atentas aos seus corpos e, caso notem algo diferente, buscar ajuda médica imediatamente para uma investigação mais completa.

Sintomas 

Para fortalecer ainda mais a importância do autoconhecimento sobre o corpo, a Sociedade Brasileira de Patologia pede atenção aos seguintes sintomas:

  • nódulo palpável endurecido no seio – com ou sem dor;
  • nódulo palpável na axila;
  • alterações na pele da mama;
  • saída de secreções pelo mamilo.

Porém, vale lembrar que alguns sinais podem aparecer em estágios mais avançados da doença. Por isso, a recomendação é investir nos exames de rastreio e checapes anuais.

O câncer de mama no Brasil

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é o mais incidente entre as mulheres, excluindo apenas os tumores de pele não melanoma. Além disso, se observa taxas maiores nas regiões Sul e Sudeste do país. 

Além disso, o instituto aponta ainda que a prevalência da doença em mulheres jovens é rara. Dessa forma, a incidência tende a aumentar com a idade e, a partir dos 50 anos, é a fase em que ocorrem o maior número de casos. Lembrando que os homens também podem ser acometidos pelo câncer de mama, ainda que bem raramente, somando apenas 1% de todos os casos.

Mais notícias como essa

Saúde

Confira quais alimentos podem elevar a imunidade e aprenda fazer um xarope natural para aumentar a proteção do seu organismo

Saúde

Muitas mães têm optado por extrair e armazenar o leite materno por várias razões; saiba como fazer isso corretamente

Receitas

Com esses alimentos ricos em colágeno, você vai conseguir mais saúde para sua pele e ainda retardar sinais de envelhecimento

Amor e Sexo

Comunicar o relacionamento à empresa e evitar que os assuntos íntimos interfiram no trabalho são cuidados para manter no ambiente profissional