Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Outubro Rosa: diagnóstico precoce do câncer aumenta chance de cura
A mamografia é essencial no combate ao câncer de mama - Foto: Shutterstock

Saúde

Outubro Rosa: diagnóstico precoce do câncer aumenta chance de cura

Saiba a importância do diagnóstico precoce e os exames mais comuns que ajudam a identificar o câncer de mama

O mês de outubro é dedicado à conscientização sobre o câncer de mama, um dos mais frequentes entre mulheres. O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima que entre 2023 a 2025 sejam diagnosticados quase 74 mil novos casos de câncer de mama no Brasil. 

De acordo com a oncologista clínica, Dra. Daniela Rosa, membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), o diagnóstico precoce do câncer de mama é fundamental para controlar o avanço da doença. 

A mamografia, por exemplo, é o principal exame para identificar o câncer de mama no estágio inicial. Indicado para mulheres a partir dos 40 anos, independente da presença de sintomas, este exame pode aumentar em até 90% as chances de cura da doença. 

Além deste, o autoexame também contribui para o diagnóstico da doença. No entanto, a especialista alerta que a técnica “não pode ser considerada uma medida preventiva contra o câncer de mama”. 

“Quando um sinal de alteração na mama é visível, isso significa que a doença possivelmente está em um estágio mais avançado”, diz. Nesse caso, é essencial fazer o exame de mamografia para confirmar o diagnóstico e iniciar imediatamente o tratamento. 

Sinais e sintomas

Os sinais e os sintomas do câncer de mama podem variar de mulher para mulher. Na maioria das vezes, o câncer de mama manifesta-se como um nódulo, que pode ser percebido ao palpar a mama, ou pode ser detectado nos exames de imagem. Outros sinais que podem surgir são:

  • Retração do mamilo;
  • Secreção no mamilo;
  • Aumento do volume da mama;
  • Dor na mama ou no mamilo;
  • Vermelhidão na pele da mama;
  • Espessamento da pele da mama;
  • Nódulo aumentado na axila.

Na maioria dos casos, nódulos que aparecem nas mamas não são cânceres. Entretanto, é muito importante a investigação de um especialista quando qualquer tipo de alteração na mama apareça.

Tratamento

Após a confirmação do diagnóstico de câncer de mama, são necessários exames adicionais para determinar a extensão da doença. Essa investigação permite um diagnóstico mais preciso e, consequentemente, um tratamento adequado.

Alguns exames podem, por exemplo, determinar se o câncer se restringe apenas à mama ou se já se disseminou para outras regiões, como os linfonodos axilares, metástases em órgãos distantes, como ossos, pulmões e fígado, entre outros.

A sequência do tratamento do câncer de mama é individualizada, variando de acordo com as características de cada paciente. Pode-se optar por iniciar o tratamento com cirurgia, quimioterapia, hormonoterapia ou uma combinação de quimioterapia com medicamentos. 

“Essa decisão leva em consideração o tamanho do câncer de mama, sua localização, e o tipo de células que compõem o tumor, incluindo a expressão de receptores de estrogênio, progesterona e o receptor HER2 na superfície das células neoplásicas”, finaliza Daniela.

Mais notícias como essa

Horóscopo

Querendo saber de TUDO que os próximos sete dias prometem? Descubra agora, no Horóscopo Semanal do João Bidu

Saúde

Estilo de vida sedentário eleva o risco de doenças crônicas e diminui a expectativa de vida

Saúde

Produto auxilia no tratamento de unhas quebradiças, pouco maleáveis e rachadas; veja outras vantagens da base fortalecedora

Saúde

No inverno, bate aquela preguiça de fazer exercícios físicos por conta das temperaturas baixas, não é mesmo? Veja como vencer isso