Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Cirurgia realizada pela modelo Andressa Urach reduz a proteção dos órgãos internos e gera instabilidade na respiração
Conheça os riscos da cirurgia de remoção de costelas - Foto: Shutterstock

Saúde

Remoção das costelas: entenda os riscos para a saúde

Cirurgia realizada pela modelo Andressa Urach reduz a proteção dos órgãos internos e gera instabilidade na respiração

Na última semana, a modelo e influenciadora de conteúdo adulto, Andressa Urach, chamou a atenção nas redes sociais após divulgar detalhes da sua nova cirurgia plástica, a de remoção das costelas, com o objetivo de ter a cintura ainda mais fina.

“Sou muito vaidosa e sempre tive o sonho de ter a cintura ainda mais fina. Acho que vou ficar com o corpo ainda mais sexy para meus vídeos. Imagina que lindo, peito bem grande e cintura bem fina. Quero vender mais conteúdos”, disse Andressa para seus seguidores na internet. 

Segundo o cirurgião responsável pela cirurgia, foram retiradas partes da  11º e 12º costelas de Andressa. A modelo também afirmou que sua recuperação está ocorrendo de forma tranquila.

Quais os riscos da cirurgia de remoção das costelas?

De acordo com a cirurgiã plástica especialista em rejuvenescimento, Dra. Elodia Avila, o procedimento de remoção das costelas, mesmo que de forma parcial, pode trazer alguns riscos para a saúde da paciente.

“As costelas têm como função proteger os órgãos torácicos internos, como pulmão, coração, rins e outros. Por isso, a sua retirada impacta na proteção desses órgãos, tornando-os mais sensíveis a possíveis lesões ou acidentes, por exemplo”, explicou. 

Além disso, a cirurgia também pode gerar instabilidade na respiração. Por isso, para esse tipo de procedimento deve ser buscado um profissional com experiência e optar por retirar os menores fragmentos possíveis para gerar menos impactos. 

Alternativas mais seguras

Para quem deseja realizar a cirurgia de remoção das costelas para obter uma cintura mais fina, existem procedimentos alternativos que causam o mesmo efeito, mas sem trazer graves consequências para a saúde. 

Esses procedimentos, segundo a especialista, remodelam as costelas para favorecer as curvas da paciente, mantendo a proteção natural aos órgãos. No entanto, é necessário procurar um profissional especializado e realizar exames para garantir a segurança e bem-estar após a cirurgia. 

Mais notícias como essa

Saúde

Tratamentos estéticos para tratar manchas e pintas escuras podem acelerar quadro de câncer de pele

Estilo de Vida

Existem várias dicas que você pode seguir para lidar com o seu karma e equilibrá-lo; descubra quais são elas

Receitas

Apesar de a batata ser vista injustamente como um “alimento que engorda”, ela pode sim ser incorporada em uma dieta saudável

Pets

Veterinária explica as razões que levam a esse comportamento e como ajudar o pet a se sentir confortável em casa