Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Sensação de cansaço excessivo na menopausa é um sintoma comum, mas que exige atenção em alguns casos
O cansaço na menopausa é causado por variação dos níveis hormonais - Foto: Shutterstock

Saúde

Cansaço excessivo na menopausa: entenda as causas e como tratar

Sensação de cansaço excessivo na menopausa é um sintoma comum, mas que exige atenção em alguns casos

Você que já passou dos 40 anos, tem sentido um cansaço a mais que normal e acha que pode ser algum problema no organismo? Saiba que essa é uma das características que acomete mulheres na menopausa. A indisposição e falta de energia acontecem devido aos desequilíbrios hormonais, alterações de humor e falta de sono. 

No entanto, vale ficar em alerta quando existe um cansaço extremo. O médico Cristiano Merheb, especialista em emagrecimento, rejuvenescimento, longevidade e vida saudável, explica que o sintoma acontece devido à atividade flutuante dos níveis hormonais. 

Nesse período, mulheres ansiosas ou deprimidas podem ter maior dificuldade para dormir. Uma vez que os níveis hormonais se estabilizam, a maioria das mulheres recupera a energia. No entanto, se persistir e vir acompanhado de outros indícios, como falta de ar, pele pálida, dores de cabeça e tontura, pode ser devido à falta de ferro no organismo. 

Deficiência de ferro 

A deficiência de ferro é a principal causa de anemia no mundo e afeta 33% das mulheres não grávidas, 40% das mulheres grávidas e 42% das crianças em todo o mundo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). A anemia ocorre devido à ingestão inadequada de ferro, má absorção ou perda de sangue.

“Ele é essencial para a produção das células vermelhas, que carregam oxigênio no organismo. Na falta dele, a produção de hemácias diminui e a pessoa sente-se mais cansada, sem ar, fraca, com dificuldade de memorização ou aprendizagem”, comenta o Dr. Merheb.

Consumir alimentos ricos em ferritina é altamente recomendado, mas muitas mulheres não sabem que a absorção intestinal do mesmo aumenta quando a vitamina C também está presente no intestino. “A carne contém a forma de ferro heme, que o corpo absorve mais facilmente, enquanto as plantas contêm a forma não heme, que não é absorvida rapidamente pelo organismo. Combinar ambas em uma refeição é importante para regulá-lo”, explica.

Atualmente, os níveis considerados saudáveis de ferro e ferritina no sangue em mulheres são acima de 50 mcg/dl e 15 mcg/l, respectivamente. Existe uma discussão em torno do aumento desses números para o sexo feminino, visando reduzir o risco de anemia e melhorar as funções dessas substâncias no organismo, mas ainda não há um consenso definitivo.

Mais notícias como essa

Moda

Nesse momento de oscilação entre frio e calor conhecido como meia-estação, é preciso peças que se adaptem bem a diferentes temperaturas

Estilo de Vida

Influenciadora e especialista em Lei da Atração, Nanda Silveira lista as melhores técnicas de manifestação para encontrar sua alma gêmea

Astrologia

Saiba qual das fases da lua é a melhor para cada tipo de procedimento, tratamento ou mudança nos cabelos e por quê

Receitas

Com essas dicas, preparar um feijão delicioso e com o caldo na consistência certa vai ficar muito mais fácil