Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
O peeling de fenol é conhecido por promover grandes resultados para tratamento de rugas e flacidez, mas também envolve riscos e exige cuidados especiais
Peeling de fenol é uma técnica agressiva e que demanda extrema cautela - Foto: Reprodução / Instagram / @joaocastroph

Saúde

Peeling de fenol é seguro? Entenda como funciona e quais os riscos

O peeling de fenol é conhecido por promover grandes resultados para tratamento de rugas e flacidez, mas também envolve riscos e exige cuidados especiais

O empresário Henrique Chagas, de 27 anos, morreu na última segunda-feira (03) após realizar um peeling de fenol em uma clínica de estética em São Paulo. O caso chamou atenção sobre os riscos do procedimento, que se tornou popular nos últimos anos.

Considerado invasivo, o tratamento utiliza o fenol para renovar a aparência da pele, ajudando no tratamento de cicatrizes de acne, rugas, flacidez e melasma. Abaixo, você confere como ele funciona e quais riscos pode oferecer à saúde.

Como o peeling de fenol funciona?

O peeling de fenol consiste na aplicação de um composto químico que provoca uma reação inflamatória na pele. A inflamação estimula a produção de colágeno, causando uma descamação da superfície do tecido, reduzindo manchas e texturas. 

No entanto, por ser um procedimento agressivo, o peeling de fenol demanda uma série de cuidados antes e após a aplicação, podendo gerar complicações graves para a saúde do paciente. 

Quais os riscos do peeling de fenol?

Em entrevista ao Alto Astral, o dermatologista José Roberto Fraga Filho, membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), afirmou que o peeling de fenol é uma técnica perigosa e que pode levar à morte. 

“Devido a sua agressividade, ele [o fenol] pode entrar na corrente sanguínea e causar vários distúrbios no fígado, rins e principalmente no coração, onde leva a arritmia dos batimentos e posterior parada cardíaca e óbito”, alerta o profissional. 

Por isso, o procedimento só deve ser feito por médicos habilitados, preferencialmente em ambiente hospitalar, com o paciente devidamente anestesiado e sob monitoramento cardíaco. Além disso, o paciente deve realizar alguns exames para garantir que está apto a fazer o procedimento.

De acordo com o especialista, o peeling de fenol é contraindicado para pessoas que têm problemas em órgãos como rins e fígado, em razão do alto grau de toxicidade renal ou hepática. Também não é indicado para pessoas com cicatrizes hipertróficas ou queloides

Cuidados pós-procedimento

O peeling de fenol apresenta uma recuperação longa e desconfortável, que pode durar cerca de 3 meses. O processo exige acompanhamento médico e a adoção de uma série de cuidados com a pele, como manter a região hidratada e evitar expor-se ao sol. O paciente também deve ficar em casa e fazer uso de analgésicos e antibióticos para prevenir infecções. 

Mais notícias como essa

Horóscopo

Querendo saber de TUDO que os próximos sete dias prometem? Descubra agora, no Horóscopo Semanal do João Bidu

Beleza

Algumas vitaminas garantem o fortalecimento e o crescimento saudável dos cabelos que sofrem com a queda

Pets

Médica-veterinária revela maneiras de reduzir o impacto do barulho dos fogos de artifício nos pets durante as celebrações juninas

Saúde

O TikTok está cheio de vídeos de pessoas recomendando receitas de água saborizada; mas será que ela faz bem mesmo?