Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Saiba o que fazer para sumir com o catarro na garganta
Saiba o que fazer para sumir com o catarro na garganta - Shutterstock

Saúde

Catarro: especialista dá dicas para eliminar problema

Está com aquele catarro irritante na garganta? Existem alguns truques que podem te ajudar a dar tchau para esse problema

Está com aquele catarro irritante na garganta e não sabe como sumir com ele? Pois saiba que a primeira atitude não deve ser tomar um remédio, e sim consultar um especialista para descobrir a causa do problema e entender quais as atitudes corretas para o seu caso.

De acordo com o Dr. Paulo Mendes Jr., otorrinolaringologista do hospital IPO, as principais doenças que dão esse catarro na garganta são a faringite e a laringite, além de enfermidades que dão catarro no nariz que pode descer para a garganta, como resfriado e sinusite. Ademais, quando a pessoa tem refluxo gástrico, pode dar essa impressão, pois surge uma secreção na garganta.

Muitas pessoas pensam que, quando esse catarro muda da aparência clarinha e aquosa para uma amarelada ou esverdeada, é hora de tomar um antibiótico, pois significaria que é algo bacteriano. Todavia, o médico desmistifica isso, explicando que quadros virais também podem ter essa mudança de cor nos seus primeiros 3 a 5 dias, que são os piores.

Somente pode-se suspeitar de bactérias se a coloração durar mais do que isso e ficar o dia todo, não apenas pela manhã. E, mesmo assim, você não deve se automedicar, sempre consultar um especialista.

Vale lembrar que um catarro acinzentado pode ter a ver com a infecção por Streptococcus pneumoniae, a bactéria que é a principal causadora de pneumonia, como explicado por Dorival Duarte, infectologista e vice-diretor clínico do Hospital Adventista de São Paulo. Já o catarro com sangue é sinal de condições mais graves e precisa ser examinado com maior urgência.

Mas, afinal, o que fazer então para sumir com o catarro na garganta? Veja:

Dicas para sumir com o catarro na garganta

Como já explicado, é essencial a ajuda de um profissional. O otorrinolaringologista é quem vai poder realizar exames, como a nasofibroscopia, para descobrir a causa do problema. Somente aí poderá receitar algum tratamento, já que tomar o remédio errado para a causa pode até piorar a situação.

Porém, algo que pode ser feito sem muito medo é a lavagem nasal com soro fisiológico. “Pode ser através do jato contínuo de soro ou daquelas garrafinhas, que têm um alto volume de soro e conseguem limpar mais, principalmente na região da maçã do rosto”, explica o Dr. Paulo Mendes Jr.

Essa lavagem hidrata a mucosa nasal e diminui a secreção, e é bom realizá-la todos os dias, mesmo que não esteja sentindo sintomas. Quando o catarro surgir, é recomendável até fazer mais de uma vez por dia.

Vale lembrar que é importante saber fazer bem a lavagem, seguindo todas as recomendações do médico. No caso da garrafinha, por exemplo, ela deve ser de alto volume de soro, mas baixa pressão. Ou seja, não se deve fazer rápido, com muita força.

Outra dica é apostar na inalação com o soro fisiológico e beber bastante água, pois essas ações fluidificam a secreção. Evite também pigarrear, por mais que isso possa parecer ajudar no momento.

“Se for repetitivo, o pigarro pode traumatizar a região das cordas vocais e provocar uma úlcera de contato. Nessa situação, vai ficar muito incomodativo, o paciente vai fazer mais pigarro e vai ficar um ciclo vicioso”, diz o especialista.

Por fim, Dorival Duarte diz que outros hábitos podem piorar o catarro na garganta. “Condições como o hábito de fumar, exposição a ambientes com presença de ácaros, e ao pólen das flores, contribuem para a piora da secreção nas vias aéreas superiores”, cita.

Mais notícias como essa

Estilo de Vida

Influenciadora mística Nanda Silveira explica o que pode atrapalhar a Lei da Atração e dá algumas dicas para você conseguir atrair o que pensa

Beleza

Corte curto e cheio de movimento é tendência entre celebridades; conheça o choppy bob e saiba como utilizar

Saúde

Especialista alerta sobre as doenças inflamatórias intestinais e a importância do diagnóstico precoce

Receitas

Se o seu bolo ficou seco demais, assou mais do que o esperado ou até ficou solado, pode ser possível reaproveitá-lo de alguma forma