Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
O Dia da Internet Segura alerta para o uso seguro e consciente da web
O Dia da Internet Segura alerta para o uso seguro e consciente da web - Foto: Shutterstock

Finanças e Empreendedorismo

Dia da Internet Segura: 5 dicas para evitar golpes no ambiente digital

Confira os principais cuidados para proteger suas informações pessoais contra golpes financeiros na internet

Acontece nesta terça-feira, 7 de fevereiro, o Dia da Internet Segura. A iniciativa, realizada anualmente em mais de 200 países, tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre o uso consciente da web para se proteger contra crimes virtuais

Segundo uma pesquisa realizada pela ClearSale, empresa especializada em soluções de prevenção e gerenciamento de risco, o Brasil registrou R$ 5,8 bilhões de tentativas de fraudes no comércio eletrônico em 2022. 

Ainda de acordo com o estudo, que analisou mais de 312 milhões de pedidos via e-commerce por meio de cartão de crédito, os maiores alvos dos fraudadores foram os celulares (8,2%). Em seguida aparecem os eletrônicos (8%) e informática (4,3%). 

“Impactados com publicações de toda ordem, os usuários ficam vulneráveis a criminosos que se passam por outras pessoas e aproveitam para furtar informações pessoais nas plataformas”, explica Aline Sanchez, gerente do Serasa Premium. 

Para contribuir com os cuidados essenciais na web no Dia da Internet Segura, a especialista elencou cinco dicas para se proteger contra os golpes financeiros mais frequentes. Confira:

1. Não conecte perfis sociais a outras contas

Ao criar um cadastro, normalmente é feita a pergunta se o usuário quer preencher o cadastro ou conectar com outra conta social. A escolha poupa tempo, mas aumenta o risco. 

Ao aceitar, o usuário permite que dois aplicativos dialoguem entre si, trocando suas informações pessoais. Sendo assim, reserve uns minutos a mais e faça o cadastro utilizando um endereço de e-mail.  

2. Evite fornecer permissões em outros aplicativos

Para facilitar o ingresso do usuário, as plataformas sociais costumam pedir uma série de permissões em outros aplicativos, como a agenda de contatos e localização em tempo real. 

Esse tipo de acesso pode oferecer praticidade em alguns momentos, mas também abre brechas de privacidade para coletar informações sobre o usuário. Dessa forma, forneça os dados somente quando necessário e, se possível, desative a sincronização das configurações.  

3. Desconfie de links de origem desconhecida

Aplicativos de mensagem e e-mails são as origens mais comuns de links maliciosos. Alguns criminosos também utilizam mensagens com gatilhos emocionais, que podem gerar a curiosidade dos usuários. Por isso, na dúvida, não clique. E antes de acessar, certifique-se sobre a veracidade do conteúdo.   

4. Verifique a segurança dos sites de navegação

O crime de furto de dados pessoais pode começar em uma promoção tentadora que remete a uma tela falsa. Fique muito atenta a três elementos no endereço eletrônico: possuir o https na URL, apresentar o cadeado na barra de navegação e trazer a inscrição site seguro.   

5. Exija o “check” de verificado

Sempre que entrar em contato com uma empresa, verifique se os perfis nas redes sociais têm o “check” ao lado do nome da empresa. Mas cuidado para não confundir o símbolo oficial com emojis. Lembre-se: o Instagram utiliza o símbolo na cor azul e o WhatsApp, em verde.

Mais notícias como essa

Saúde

Os gases podem ser causados pela alimentação, outros hábitos ou mesmo doenças; entenda como evitar o problema

Beleza

Especialista fala sobre as apostas de maquiagem para a estação e como aderir a essas tendências

Receitas

Se você ama um frango empanado, precisa conhecer essas dicas para ele ficar saboroso, crocante por fora e macio por dentro

Moda

Brincos, colares e sapatos ajudam a complementar o look e tornar a noiva ainda mais deslumbrante