Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Urinar após o sexo, evitar preservativos com aromas e outras práticas podem ajudar no combate à doenças e desconfortos
Higiene intima após as relações sexuais é importante para prevenir infecções ginecológicas - Foto: Shutterstock

Amor e Sexo

Saiba como cuidar da região intima após as relações sexuais

Urinar após o sexo, evitar preservativos com aromas e outras práticas podem ajudar no combate à doenças e desconfortos

De acordo com a Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (Sogesp), 75% das mulheres brasileiras sofrem com infecções, coceiras, inchaço, corrimento e até mesmo ferimentos vaginais em algum momento de sua vida. Isso ocorre porque, para além do uso da camisinha, outros cuidados devem ser adotados após as relações sexuais, a fim de preservar a saúde íntima. 

Esses cuidados envolvem desde a higiene sexual até evitar determinadas posições na hora do sexo, conforme destaca o profissional de ginecologia obstetrícia da rede AmorSaúde, Dr. Flávio Costa. “Combinar o uso de preservativos com outros métodos de prevenção, como exames regulares de saúde sexual, é fundamental para uma proteção abrangente”, explica. 

Cuidado com a higiene íntima

A higiene íntima adequada é um requisito para que o sexo seja mais seguro. Após o ato sexual, urinar é imprescindível para a prevenção de infecções. “É sugerido urinar logo após a relação sexual e manter-se hidratado, bebendo bastante água para limpar as vias urinárias”, explica Flávio. 

Segundo o ginecologista, “a falta de higiene adequada após o sexo pode aumentar o risco de infecções bacterianas e fúngicas, além de causar irritações na região genital. Evitar o uso de produtos perfumados ou agressivos e limpar-se cuidadosamente são práticas importantes para manter o equilíbrio da flora vaginal”.

A higiene íntima correta envolve o uso apropriado do preservativo, além de uma rotina equilibrada de alimentação e exercícios físicos. Também é importante evitar o estresse excessivo, o que pode prejudicar o sistema imunológico e sua predisposição para infecções, pontua o profissional. 

“É importante verificar regularmente o estado do pênis em busca de quaisquer lesões, irritações ou anormalidades. Abster-se de atividades sexuais se houver algum sintoma de infecção genital pode ajudar a prevenir a disseminação de doenças”, completa Flávio. 

Atenção à preservativos e lubrificantes 

Para aqueles que usam lubrificante nas relações sexuais, a escolha do produto também deve ser cuidadosa. No mercado, é comum que haja produtos com cheiros e composições diversas, no entanto, é necessário priorizar aqueles que são à base de água e sem perfumes. Também é importante prestar atenção com a escolha da camisinha. 

“Ao experimentar qualquer reação adversa a lubrificantes ou preservativos durante o sexo, é crucial interromper imediatamente o uso desses produtos e lavar a área genital com água morna e sabão neutro. Persistindo os sintomas, é importante buscar orientação médica para determinar a causa e receber tratamento adequado”, reforça o especialista.

Mais notícias como essa

Receitas

Colocar alguns alimentos no micro-ondas pode não ser adequado ou mesmo se mostrar perigoso; saiba quais não devem ir no eletrodoméstico

Receitas

Alimentos termogênicos aumentam a temperatura corporal, acelerando o metabolismo e promovendo a queima de gordura

Estilo de Vida

A prática de exercícios físicos durante a menstruação pode trazer benefícios para o bem-estar físico e emocional

Pets

Saiba como se preparar para garantir a segurança e o bem-estar do seu animal de estimação durante a viagem